Fale Conosco

16 de novembro de 2016

Governo do Estado melhora abastecimento d’água de Cacimba de Areia



Mesmo com a seca prolongada que castiga milhares de sertanejos, o Governo do Estado continua com ações importantes no enfrentamento dessa realidade difícil em relação aos recursos hídricos, principalmente no interior da Paraíba, onde a maioria das cidades já não têm mais água em seus reservatórios. É o caso do município de Cacimba de Areia, que ganhou praticamente um novo sistema de abastecimento d’água.

Em Cacimba de Areia, os moradores reclamavam da falta d’água em suas residências quase que diariamente, então a determinação do governador Ricardo Coutinho foi no sentido da Cagepa encontrar solução imediata para o caso. Em menos de um mês, a realidade já é outra na cidade, que já passou a ter água na maioria das torneiras.

A Cagepa herdou um sistema de distribuição feito pelo município, mas incompatível com o estabelecido pela empresa, o que exigiu um novo projeto de abastecimento para contemplar todos os imóveis da cidade. A Gerência Regional das Espinharas, com sede em Patos, desenvolveu uma série de mudanças importantes, que contribuíram diretamente numa resposta positiva aos consumidores da cidade.

De acordo com o gerente, Maciel Damaceno Silva, estão sendo instalados dezenas de hidrômetros nos imóveis, como também foram feitas melhorias em toda a rede de distribuição, que ganhou mais de mil metros de tubulação, entre ferro e PVC, e mais a instalação de novos registros. “O serviço ainda não foi concluído, mas os resultados positivos ao bem estar da população já apareceram, o que nos estimulam a trabalhar mais e melhor em favor de todos”, afirmou o gerente.

Ainda faltam várias ruas da cidade, incluindo um conjunto habitacional, que também deverão receber os mesmos benefícios. A equipe da Cagepa continuará em Cacimba de Areia nos próximos dias, até que todos os serviços planejados pela Gerência Regional das Espinharas sejam feitos. “Ainda falta mais de 40% do serviço para entregarmos praticamente um novo sistema de distribuição à cidade”, concluiu Maciel.