João Pessoa
Feed de Notícias

Governo do Estado lança Projeto Viva Vôlei em Patos

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014 - 10:47 - Fotos: 

O projeto Viva Vôlei foi lançado na tarde dessa quinta-feira (20), no Ginásio o Gelão, no bairro do Jatobá, em Patos, Sertão paraibano. O programa é fruto de um convênio entre o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), e a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), com o objetivo de educar e socializar garotos entre 7 e 14 anos, através da prática de escolinhas gratuitas.

Estamos atendendo mais de mil crianças e adolescente com esse projeto em cinco cidades da Paraíba. A ideia é atuar nos bairros mais carentes da cidade, levando a prática do voleibol no contra turno da escola. É fundamental e obrigatório que as crianças estejam matriculadas regularmente para que no segundo turno possam praticar vôlei. A nossa função aqui não é de descobrir talentos, mas sim formar cidadãos que possam ser atletas ou exercer qualquer uma outra profissão”, disse o secretário de Estado da Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), Tibério Limeira.

No Brasil, o programa já conta com 52 núcleos espalhados por 17 estados brasileiros. O secretário executivo da Sejel, José Marco, confirmou que o Governo do Estado vai levar esse projeto para mais quatro polos. “Cajazeiras, Campina Grande, João Pessoa e Guarabira também ganharão polos do Viva Vôlei, pois a meta é atingir várias cidades da Paraíba e, assim, dar oportunidade a essas crianças a praticarem esporte. O mais importante de tudo é tirar a ociosidade dessas crianças”, disse José Marco.

A Confederação Brasileira foi representada pelo professor Harlen Vilarim, coordenador do Viva Vôlei na Paraíba. “Esse programa social tem o objetivo de formar cidadãos. Um programa aprovado pela Unesco, de bastante repercussão no Brasil inteiro. Através do Governo do Estado, estamos tendo a oportunidade de ter esse programa aqui em Patos”, disse Harlen Vilarim, supervisor da CBV.

Em Patos, o Viva Vôlei vai funcionar nas segundas e quintas-feira, com 96 alunos por turno, 12 professores e quatro estagiários.