João Pessoa
Feed de Notícias

Governo do Estado participa de lançamento de moeda social da comunidade Muçumagro

segunda-feira, 15 de junho de 2015 - 11:38 - Fotos: 

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (Sedh) participou, na sexta-feira (12) e no sábado (13), uma programação nas comunidades Muçumagro e São Rafael, em João Pessoa, para o lançamento da Moeda Social Real Muçu do Banco Comunitário Muçubank, considerada a terceira moeda social da Paraíba, que trará para as comunidades o desenvolvimento local e geração de emprego e renda através de venda e trocas solidárias. No Brasil existem 107 bancos comunitários, sendo dois na Paraíba.

O evento teve o apoio da Incubadora de Empreendimentos Econômicos e Solidários (Incubes), em parceria com o Projeto das Ações Integradas, através da Secretaria Executiva de Segurança Alimentar e Economia Solidária (Sesaes), junto com as comunidades beneficiadas. Na ocasião, foi comemorado também o aniversário dos dois anos do Banco Comunitário do Jardim Botânico da Comunidade São Rafael. Estiveram no evento, o fundador do 1º Banco Comunitário do Brasil, o coordenador geral Joaquim Melo (Banco Palmas) do Ceará, e ainda representantes da rede brasileira de bancos comunitários dos estados do Rio Grande do Norte, Bahia, Piauí e Paraíba.

No segundo momento do dia foi inaugurado o Centro Comunitário de Ecosol da Comunidade São Rafael, que recebeu como homenageado o nome do economista e secretário nacional de Economia Solidária do Ministério do Trabalho e Emprego, professor Paul Singer. Ele falou o quanto estava sendo importante participar de uma construção tão bonita e confessou que quando estava procurando uma forma inteiramente humana e democrática de fazer socialismo, achou a ideia de Economia Solidária perfeita.  “O evento simboliza uma revolução tranquila, revolução onde pessoas pobres que moram próximas se unem, não para sair da pobreza e não sofrer com a pobreza; a união permite isso. Mesmo sendo pobres podem ser felizes, sobretudo, quando se coloca uma posição de se ajudar mutuamente”.

Para o coordenador do centro comunitário e idealizador do projeto, Enoque Raulino, foi um grande desafio e uma luta conquistar esse espaço. “A ideia é dar para as pessoas da comunidade uma oportunidade de encontrar uma maneira de se sentir útil, principalmente as pessoas que não têm recursos e perspectiva nenhuma de vida”. O objetivo desse lugar é ser totalmente sustentável e solidário, para que essas pessoas possam desenvolver suas atividades, sobretudo, para gerar condições de emprego e comercialização dos produtos locais.

As ações de economia solidária representam alternativas de trabalho e renda para muitos trabalhadores e uma estratégia de desenvolvimento alternativa, sustentável e solidária. Para Ana Paula Almeida, secretária executiva de Segurança Alimentar e Economia Solidária, todas essas atividades foram de extrema importância para a população local. “O lançamento da moeda Muçubank é uma ação que vai trazer desenvolvimento e organização desses trabalhadores e da comunidade. É uma forma de gerar renda dentro de uma comunidade que é periférica, mas que cria suas alternativas, e daí o Estado vem apoiando essas ações através do Projeto de Ações Integradas. É um trabalho que nos dá alegria, ver os primeiros resultados nascendo”. Essa parceria do Estado, comunidades e a Secretaria Nacional vêm em prol de um único objetivo, que é alavancar o desenvolvimento social.

No sábado (13) pela manhã, foi realizada uma mesa temática sobre “A importância das Finanças Solidárias para o Desenvolvimento local”.