João Pessoa
Feed de Notícias

Governo do Estado investe R$38 milhões em unidades de saúde

quarta-feira, 10 de abril de 2013 - 11:33 - Fotos:  Secom-PB

Os paraibanos vão contar com mais 547 leitos no Sistema Único de Saúde (SUS) com a conclusão das obras de construção, reforma e ampliação de hospitais estaduais em todo o Estado. As obras do Hospital Distrital de Pombal, do Hospital Regional de Picuí e do Hospital de Taperoá estão em fase de conclusão. Em Mamanguape, a construção do hospital regional segue acelerada e está com mais de 50% da estrutura executada. Já a unidade de Monteiro, onde vai funcionar o hospital com urgência e maternidade, está com 70% da obra executada. Ao todo, o Governo do Estado investe mais de R$ 38 milhões em obras da saúde fiscalizadas pela Superintendência de Obras do Plano de Desenvolvimento do Estado (Suplan).

O superintendente da Suplan, Ricardo Barbosa, destacou o andamento das obras. “Estas obras são de extrema importância para as populações dos municípios sede e vizinhos. Assim, a determinação do governador do Estado, Ricardo Coutinho, é seguir o ritmo de celeridade já empregado nos canteiros de obras”, ressaltou.

Obras em Picuí – O Hospital Regional de Picuí, com investimento de quase R$ 3 milhões vai oferecer 98 leitos, sendo sete para UTI, 82 para internações, seis para observação e três para recuperação da pós-anestesia. Também conta com duas salas de cirurgia e duas para pré e pós-parto.

 

Pombal – O Hospital Distrital de Pombal – que conta com mais de 11 mil metros quadrados de terreno e mais de 5 mil metros quadrados de área construída – tem três salas de cirurgias, três de pré e pós-parto e 85 leitos (quatro para recuperação da anestesia, nove para observação, 66 para internação e seis para UTI). O investimento é superior a R$ 7 milhões.

Hospital completo – A população de Taperoá e municípios próximos vão contar com um hospital completo. A unidade conta com um bloco para internação com 84 leitos (três para recuperação da anestesia, seis para observação, 70 para internação e cinco para Unidade Coronária Intensiva (UCI). Terá também um bloco ambulatorial e de urgência equipado com laboratório, sala para radiografia, quatro consultórios médicos, sala para gesso, aplicação de medicamentos, inalação e três salas para observação. O bloco cirúrgico tem duas salas para cirurgias gerais e duas salas para pré e pós-parto. A obra teve um custo de quase R$ 5 milhões.

Litoral Norte – Com mais da metade executada, a obra de construção do Hospital de Mamanguape segue em andamento dentro do cronograma. A unidade de saúde, única de grande porte da região do Vale do Mamanguape, vai beneficiar toda a população local com atendimento clínico, cirurgias diversas e uma maternidade. O Governo do Estado está investindo mais de R$ 11 milhões no hospital, sendo mais de R$ 9 milhões em sua construção.

O hospital, que terá serviço de urgência, vai contar com uma UTI (equipada com 10 leitos), centro cirúrgico com quatro salas para cirurgias gerais e bloco de internação com 99 leitos, sendo 12 para observação e quatro para recuperação pós-anestésica, com enfermaria para adultos e outra para crianças. No local também vai funcionar a maternidade, com três salas para pré-parto, parto e pós-parto, dois consultórios médicos, duas salas para observação, um lactário e um laboratório clínico. A unidade também terá um Centro de Imagem com radiografia, tomografia, endoscopia e ultrasonografia.

Mais 151 leitos – Em Monteiro, as obras de ampliação e reforma do Hospital Regional e Maternidade da cidade, cujo investimento é de R$ 5 milhões, seguem em andamento com mais de 70% executados. Dividida em sete blocos, a unidade tem 151 leitos: seis de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), 97 internações no hospital e 29 na maternidade, nove para observação hospitalar e quatro para a maternidade, e seis leitos para recuperação pós-anestesia. Também conta com um setor para hemodiálise com 16 leitos, bloco cirúrgico com três salas e um bloco de urgência equipado com sala para radiografia, ultrassonografia e três salas de observação.

A ala da maternidade tem duas salas para cirurgias e três salas (para parto, observação e curativo).  A unidade também conta com um Centro de Imagem, equipado com duas salas de ultrassonografia, mamografia, radiografia, ecocardiograma, eletrocardiografia, eletroencefalografia, endoscopia e tomografia, além de salas para a administração.


Unidade Mista com mais leitos
– Em Cacimba de Dentro, a Suplan fiscaliza as obras de reforma e conclusão da construção da Unidade Mista de Saúde, equipada com uma sala de cirurgia, duas de pré-parto e pós-parto e 20 leitos, sendo 12 para internações, seis para observação e dois para recuperação pós-anestesia. O investimento é de R$ 4 milhões.

Arlinda Marques em fase de conclusão – Em João Pessoa, a reforma dos blocos A e B do Complexo Pediátrico Arlinda Marques entra na reta final. O governo estadual investe na obra R$ 1.471.655,46.