Fale Conosco

20 de fevereiro de 2013

Governo do Estado investe em Pesquisa e Tecnologia Agropecuária



O Governo do Estado investiu mais de R$1,2 milhão na construção do Núcleo de Apoio à Geração de Difusão de Transferência de Tecnologia, na rodovia PB-008, no bairro de Mangabeira, em João Pessoa. O espaço já foi concluído e vai abrigar a nova sede da Empresa Estadual de Pesquisa Agropecuária da Paraíba (Emepa).

São 1.384 metros quadrados de área construída em uma área de mais de 9 mil metros quadrados. “Quando nós iniciamos a nossa gestão na Emepa junto ao Governo Ricardo Coutinho, estávamos com uma dívida de R$114 mil só com aluguéis atrasados, além de outros problemas estruturais. Hoje já alcançamos o equilíbrio financeiro e com muita luta conseguimos as verbas que estavam travadas para que as obras começassem a acontecer”, revelou o presidente da Emepa, Manoel Duré.

Estrutura física – A nova sede irá facilitar o trabalho de mais de 110 funcionários da empresa além de aproximá-los da Estação Experimental de Fruticultura de Mangabeira, que fica a 50 metros do prédio central. O prédio tem biblioteca, refeitório, auditório, estacionamento, rampas de acesso, tudo planejado para garantir a acessibilidade das pessoas com mobilidade reduzida.

“Atualmente trabalhamos em um local que não oferece as devidas condições de trabalho. Essa estrutura que será entregue é moderna e todos os funcionários poderão trabalhar com satisfação”, comemora Manoel Duré. Ele explicou que o investimento em obras, mobiliário e equipamentos vai garantir a qualidade dos serviços prestados por técnicos e pesquisadores da empresa,  principalmente a socialização de processos e de resultados de estudos e pesquisas já produzidas que precisam chegar ao pequeno produtor.

A sede da Emepa abriga o setor de administração, as coordenadorias técnicas e gerências administrativas.  O corpo técnico oferece subsídios para o planejamento e implementação dos projetos de pesquisas, a maioria deles financiados pelo BNB, Finep, CNPq e MDA. Também auxiliam na organização e participação de eventos científicos, todos voltados para a socialização das tecnologias geradas e adaptadas ao dia-a-dia do homem do campo.

Novos investimentos – Os investimentos na ordem de R$ 16 milhões destinados à Emepa também vão atender às nove Estações Experimentais da empresa, distribuídas nas diversas regiões do Estado. No plano de ação estão a  construção do laboratório de biotecnologia e reprodução animal e do laboratório para sanidade animal, nas dependências da Estação de Umbuzeiro, considerada o berço do Gir leiteiro no Brasil. A unidade de pesquisa contará ainda com  uma central de prova zootécnica de zebuíno leiteiro.

Para atender às demandas dos produtores rurais, o Governo do Estado também está construindo o centro de manejo de caprinos e ovinos e reestruturando a unidade de processamento de carne e derivados e a unidade de processamento de leite da Estação Pendência. Em Lagoa Seca, os produtores serão beneficiados com a construção da casa de mel para apicultura e meliponicultura. Os recursos aplicado são do PAC II  da Embrapa, que  até o final deste ano deverá destinar mais de R$ 315 milhões às Organizações Estaduais de Pesquisa em todo país.