João Pessoa
Feed de Notícias

Governo do Estado inscreve para mais de 170 vagas em oficinas de férias no Espaço Cultural

terça-feira, 21 de junho de 2016 - 10:23 - Fotos:  Divulgação

Teatro, pintura, quadrinhos, música, ilustração, circo, dança, origami. Nas férias de julho, a Fundação Espaço Cultural (Funesc) vai oferecer oficinas em todas essas áreas. As inscrições já estão abertas, em João Pessoa e Campina Grande, onde as aulas serão ministradas. As oficinas são voltadas para crianças, adolescentes e adultos.

Conforme Nézia Gomes, presidente da Funesc, o objetivo é oferecer alternativas de atividades de lazer e de aprendizado lúdico para os jovens e também fomentar a atividade em família. Algumas oficinas são voltadas para o aprendizado, lazer e desenvolvimento conjunto de pais e filhos.

Serão abertas mais de 170 vagas para crianças, pré-adolescentes, adolescentes e adultos em oficinas ministradas nos três turnos, durante a semana e também nos finais de semana. Há alternativas para todas as idades e diversas opções de horários. Abaixo, veja detalhes de algumas das oficinas que serão ministradas:

Brincando de teatro

Esta oficina propõe a experiência teatral a partir da vivência de jogos e exercícios cênicos que estimulam no aluno a interpretação. O teatro desenvolve potencialidades artístico-criativas em todas as idades. Trabalha coordenação motora, atenção e o conhecimento de si e do outro. Tudo isso, através do jogo e de atividades diversas de forma envolvente e participativa. Com uma metodologia específica para aulas de teatro, com base nos estudos de Viola Spolin e Ingrid Dormien Koudela, as oficinas trabalham exercícios que despertam a consciência corporal e procuram deixar o aluno à vontade para expressar-se e desinibir-se.

O objetivo é entender o fazer teatral como uma prática saudável, onde o faz-de-conta domina de uma forma espontânea. Assim, através da composição de cenas, jogos, atividades do folclore e situações do cotidiano infantil, são transmitidos conteúdos de Improvisação Teatral, Expressão Corporal e Vocal. O curso é destinado a crianças na faixa etária de 4 a 8 anos. As aulas acontecem no período de 4 a 15 de julho, das 9h30 às 11h30. O investimento é de R$ 60. Inscrições até 1º de julho no DDAC (Espaço Cultural), de segunda a sexta, das 10h às 17h. Ministrante: Juliana Marques.

Teatrando nas Férias

A oficina será voltada para crianças e pré-adolescentes, entre 9 e 14 anos de idade. Ministrada por Maurício Barbosa, a oficina será de 18 a 29 de julho, entre 14h e 16h. A inscrição para 20 vagas pode ser feita até o dia 1º de julho, no DDAC da Funesc, e custa R$ 60.

Professor, ator e dançarino, Maurício Barbosa é mestrando em Artes Cênicas pela UFRN e licenciado em Teatro pela UFPB. Ele desenvolve pesquisas na área Teatro-Educação e investiga a relação dos jogos corporais e sua relação com o ensino de teatro. Maurício integra o Grupo Teatral Sala Verde e o Mais Um Coletivo de Arte. Mais informações pelo telefone 3211-6225.

Oficina integrada de iniciação teatral e maquiagem artística

A Oficina Integrada tem o objetivo de unir, de forma prática e interativa, a iniciação teatral com a experimentação da maquiagem artística, onde os participantes poderão ter uma vivência com jogos teatrais, montagem de cenas e dramatização atrelados ao desdobramento visual da maquiagem. A oferta é de 25 vagas e as aulas acontecem nos dias 3, 10 e 17 de julho, das 15h às 17h, totalizando carga horária de 6 horas. O curso é destinado a crianças e adolescentes na faixa etária dos 9 aos 15 anos. A taxa de inscrição custa R$ 60. Ministrantes: Heráclito Cardoso (Teatrólogo /Mestre em Artes Cênicas) e Everton Joaquim (Teatrólogo).

Brincadeiras cantadas na escola

A oficina “Adinganglô – Brincadeiras Cantadas” é inteiramente dedicada à cultura da infância. Promove uma vivência lúdica para profissionais da educação, pais, brincantes e o público em geral. Suas atividades integram a música e a dança, além de proporcionar o contato com jogos e brincadeiras populares. Tendo como mola propulsora o brincar, a oficina traz vivências diversificadas que estimulam o potencial criativo da criança auxiliando no desenvolvimento da criatividade, da memória, do afeto, da alegria e da tolerância pela diversidade.

Por meio da prática de um dinâmico repertório de canções e brincadeiras tradicionais brasileiras, a oficina oferece procedimentos que auxiliam no desenvolvimento tanto da criança, quanto do educador. A oficina tem como objetivo resgatar e apresentar jogos, músicas e brincadeiras tradicionais da nossa cultura, conhecendo maneiras diferentes e divertidas de experimentar o brincar. O curso se destina a jovens e adultos com idade a partir de 16 anos. As aulas acontecem nos dias 20 e 21 de julho, das 14h às 17h. O investimento é de R$ 50. Total de vagas: 25. Ministrante: Danielle Gomes (do grupo Contação de Rua).

Caixa mágica – brincando com a luz

Uma aventura através do olhar desenvolvendo a compreensão da imagem enquanto meio de conhecimento e expressão. Na oficina são trabalhados não só os aspectos do produtor de imagens como também os do observador crítico. Os exercícios desenvolvidos, entre outros, abordam os seguintes itens: os canais de percepção, a transformação da expressão nas diferentes linguagens, a educação dos sentidos, a coordenação motora, a formação de conceitos, o pré-conceito e a intuição, a leitura de sinais, símbolos e signos, o descondicionamento do olhar, a descoberta do corpo, a leitura não verbal, o ritmo e o tempo psicológico, a síntese, a ocupação do espaço, a composição e o equilíbrio, a fisiologia da visão etc. Construção da câmara escura – experimento científico que revela o princípio da fotografia e a sua história.  O grande segredo da caixa está em seu processo de montagem, através de exercícios com jogos, rodas, dramatizações e técnicas de sensibilização; amplia-se o contato direto com as sensações e emoções do indivíduo.

O curso se destina a crianças, adolescentes, profissionais e amadores, estudantes, professores e arte educadores, bem como pessoas que queiram ampliar seus conhecimentos sobre a linguagem visual. As aulas acontecem de 26 a 29 de julho, das 14h às 18h. Total de vagas: 30. Investimento: R$ 60. Inscrições no DDAC (Espaço Cultural), de segunda a sexta, das 10h às 17h. Ministrante: Ricardo Peixoto.

Contação de histórias: olhos de coruja, orelhas de elefante

Por que e pra quem contar histórias? Como elas funcionam no imaginário infantil? Qual o poder transformador presente nas narrativas orais? Como escolher a história apropriada para cada faixa etária? Posso/devo ensinar por meio das histórias? A oficina “Olhos de coruja, orelhas de elefante” traz estes e muitos outros questionamentos e convida os participantes a construírem juntos as respostas para cada um deles.

Tendo como matéria prima a palavra, esta oficina pretende apresentar o conto como uma linguagem universal, a linguagem do afeto e do encantamento. Para contar, é preciso, antes de tudo, se divertir para pode encantar. Contar histórias é deixar pegadas afetivas no coração das pessoas. Cada história é, antes de tudo, uma troca e o produto final é uma colorida colcha de retalhos de palavras. O contador de histórias precisa ter a habilidade de utilizar o seu corpo e sua voz, despertando sensações e emoções no ouvinte. A palavra é o elemento mais fantástico para trabalhar as emoções das pessoas. Existem algumas técnicas fundamentais para que a história seja bem compreendida.

Nesta oficina, a educadora Danielle Gomes aborda os conceitos básicos da narrativa, definindo a matéria prima do contador de histórias e aprofundando, de maneira prática, interativa e prazerosa temas importantes para o contador de história. Dias: 13 e 14 de julho, das 14h às 17h. Faixa etária: a partir de 16 anos. Total de vagas: 25. Investimento: R$ 50. Inscrições no DDAC (Espaço Cultural), de segunda a sexta, das 10h às 17h. Ministrante: Danielle Gomes (do grupo Contação da Rua).

Oficina de quadrinhos

Já a oficina de quadrinhos para crianças será ministrada por Igor Tadeu, que abordará os preceitos básicos da construção de uma história em quadrinhos de forma prática e atrativa para as crianças, realizando uma introdução à produção literária de narrativas gráficas, com uma abordagem que prioriza a construção criativa e desenvolvimento de uma história em prol de uma ideia.

São dez vagas para crianças e pré-adolescentes entre 8 e 13 anos de idade. Para se inscrever e participar, basta gostar de quadrinhos e ter interesse em desenho. A inscrição custa R$ 60 e pode ser feita até o dia 8 de julho, no DDAC da Funesc. As aulas serão de segunda a sexta, entre 11 e 15 de julho, das 15h às 17h.

Além de apresentar algumas técnicas de trabalho e estilos, o curso visa desenvolver a liberdade criativa singular de cada criança. Igor Tadeu atua desde 2005 como ilustrador, mesmo ano em que começou a produção de tiras e quadrinhos. Com o Coletivo WC, além de webcomics, publicou tiras no Jornal A União e as revistas Sanitário. Além de publicar duas revistas solo de forma independente: One Hit Wonders (2012) e Uma História em cada Garrafa (2013), bem recebidas pela crítica especializada. Mais informações pelo telefone 3211-6225.

Oficina de pintura

O professor Carlos Nunes ministrará uma oficina de pintura com o tema ‘Expressionismo Realista’ (óleo sobre tela). As aulas serão às terças-feiras, das 18h30 às 20h30 e começam dia 5 de julho, com duração de três meses. A idade mínima para inscrição é de 15 anos de idade e a turma será composta por dez alunos.  Inscrições terminam dia 30 deste mês. Informações: 3211-6225.

Férias circenses

A Escola Livre de Circo Djalma Buranhêm oferece vagas para oficinas de férias que acontecerão na Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc), abrindo a III edição do projeto Circo nas Férias. A programação começa dia 4 de julho, com atividades voltadas para o universo do circo. Há turma destinada para crianças com idade entre 5 e 8 anos para o curso Circo em Família; outras para crianças de 9 a 13 anos, e outra para jovens e adultos acima de 14 anos. Ao todo, cinco turmas (com 15 vagas para cada uma). Os interessados têm até 1º de julho para se inscrever e a taxa de participação é de R$ 70.

O programa das oficinas inclui técnicas circenses de aéreo e solo. Para participar, não é exigida experiência anterior em circo. As atividades serão ministradas por Isabella Medeiros (jovens e adultos – 15h às 17h) e Giovanna Lima (jovens e adultos – 9h às 11h), Marinalva Rodrigues (crianças – 15h às 17h) e Irla Medeiros (crianças – 9h às 11h) e por fim Kleber Marone e Simone Alves (crianças aos sábados – 14h às 16h).

As matrículas devem ser feitas presencialmente junto à Diretoria de Desenvolvimento Artístico e Cultural (DDAC), do Espaço Cultural José Lins do Rego, em Tambauzinho, das 13h às 16h30, de segunda a sexta-feira. Mais informações pelo telefone 3211-6225.

Férias circenses em Campina Grande

Também haverá oficinas para jovens e adultos em Campina Grande, para alunos acima de 14 anos de idade. As aulas acontecerão sempre as terças e quintas-feiras, das 15h às 17h, no Cine-Teatro São José. O custo é de R$ 50 e as aulas serão ministradas por Erickson Canuto.

Já a oficina de circo para crianças a partir dos 7 anos de idade será aos sábados, entre 15h e 17h, também no Cine-Teatro São José. A inscrição custa R$ 40 e o ministrante também será Erickson Canuto. A programação começa dia 5 de julho, com atividades voltadas para o universo do circo.

Danças Urbanas em Campina Grande

A Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc), em parceria com O Let’s Go Grupo de Dança, realizará no dia 12 de julho, na unidade I Cine-Teatro São José, a oficina de Danças Urbanas.  As inscrições para 20 vagas serão gratuitas e o formulário online já está disponível na página do Cine-Teatro São José no Facebook.

A oficina tem como objetivo possibilitar ao aluno a oportunidade de conhecer algumas linguagens das danças urbanas. E serão trabalhados temas como a Origem/história das danças urbanas, mostrando os quatro elementos do hip hop, a sensibilização rítmica e percepção espacial e o hip hop dance – trabalho coreográfico com movimentos individuais.

O Cine-Teatro São José fica na Rua Lino Gomes da Silva, Bairro de São José. O horário de atendimento é das 9h às 12h e das 14h às 17h. Informações: 9 8760-3286 ou no Facebook seguindo os perfis funescgovpb ou CineTeatroSãoJosé.