João Pessoa
Feed de Notícias

Governo do Estado inicia obras da Escola Técnica de Mangabeira

quinta-feira, 27 de setembro de 2012 - 09:32 - Fotos:  Marcos Russo/A União

O governador Ricardo Coutinho autorizou, na quarta-feira (26), o início das obras da Escola Técnica de Mangabeira, que se consolidará como um pólo de ensino profissionalizante na zona sul da capital. O Governo do Estado está investindo R$ 7, 2 milhões na obra, dentro do projeto de implantação de 15 escolas profissionalizantes no Estado.

As obras começam nesta quinta-feira (27) em um terreno de 12 mil metros quadrados, na avenida Hilton Souto Maior, próximo ao local do Mangabeira Shopping.  A Escola Técnica Estadual levará o nome de Pastor João Filho, em homenagem ao ex-coordenador do Programa Estadual de Políticas sobre Drogas, que faleceu no último mês de agosto.

O governador Ricardo Coutinho destacou que o Estado já iniciou a construção das escolas técnicas em João Pessoa, Mamanguape e na próxima semana inicia a de Bayeux. Ele acrescentou que outras unidades foram autorizadas pelo MEC num investimento superior a R$100 milhões.

“Este é um esforço muito grande para aliar o ensino regular com o ensino profissionalizante. O Brasil precisa de profissionais com formação técnica, pois tem mais pessoas com ensino superior tentando entrar no mercado. E esse processo de industrialização que passa o Brasil e o que estamos construindo para a Paraíba requer pessoas com formação técnica. Estamos apostando nisso com um projeto de construção de 15 escolas em todas as regiões do Estado das quais nove queremos iniciar ainda este ano”.

Localização- O governador explicou que a decisão pelo bairro de Mangabeira foi estratégica pela proximidade do novo shopping e pelo perfil comercial e industrial do bairro. “O governo também está investindo na infraestrutura com a construção de uma via expressa na entrada de Mangabeira para escoamento do trânsito, pois somente no shopping serão gerados 4 mil empregos e um grande fluxo de pessoas”.

Segundo o superintendente da Suplan, Ricardo Barbosa, as empresas já instalaram seus canteiros de obra nos terrenos de Mangabeira e Mamanguape e, ainda este ano, o governo espera iniciar as escolas técnicas de Cajazeiras, Cuité, São Bento, Sousa, Patos e Campina Grande. “A determinação do governador é que estas escolas estejam prontas no ano que vem para iniciar a formação dos alunos do ensino médio”, destacou.

Segundo o projeto arquitetônico da Suplan, a escola terá capacidade para 1200 alunos com quadra poliesportiva coberta, oito laboratórios, sala multimídia para professores e alunos, biblioteca e auditório para mais de 200 pessoas.

A secretária interina de Educação do Estado, Márcia Lucena, destacou que o local da escola privilegia uma área bastante populosa e com grande concentração de jovens que precisam de formação profissional. Ela esclareceu que as escolhas dos cursos serão feitas após uma consulta popular e com os dados do Ministério do Trabalho que apontam as áreas que disponibilizam mais vagas no mercado. “Estamos atentos para associar os cursos oferecidos pelo MEC e as demandas do mercado local”, completou Márcia.

A aluna Fabiana da Silva Fidelis, do 3º ano do Liceu Paraibano, disse que este é um investimento importante do Governo do Estado e que, caso não consiga ingressar em um curso superior no próximo ano, terá próximo a sua casa uma alternativa para garantir uma profissão e sair com emprego garantido. “Muitos jovens desistem de estudar por não conseguirem entrar em uma universidade pública ou por não terem condições financeiras de bancar os estudos. Uma escola técnica será um caminho para que estas pessoas consigam uma profissão”, destacou.

O estudante Henrique Ramos, da escola José Batista de Melo, afirmou que uma escola profissionalizante em Mangabeira significa mais desenvolvimento para a região. “O bairro desponta como o que mais se desenvolve, em João Pessoa, com investimentos como o shopping Mangabeira e o crescimento imobiliário. A escola técnica vem reafirmar isso e será muito útil para os alunos do ensino médio conseguirem seus empregos nos setores imobiliários, construção civil e turismo”.

Homenagem- A viúva do pastor João Filho, Georgina Pereira, contou que é uma honra ver a primeira escola técnica estadual de João Pessoa com o nome do seu marido, que tanto lutou pela vida, pela educação e pelo combate às drogas. “Nós da família e os fiéis da Igreja Batista estamos honrados, mesmo neste período de luta e saudades. A obra escolhida pelo Governo para homenagear João Filho não poderia ser melhor, já que ele pregava a educação como principal instrumento para vencer as drogas”, ressaltou.

A solenidade de assinatura da Ordem de Serviço para escola técnica de Mangabeira contou com as presenças do governador, de secretários estaduais, do deputado Domiciano Cabral e do pastor Estevam Fernandes.