João Pessoa
Feed de Notícias

Governo do Estado incentiva projeto de reaproveitamento de resíduos sólidos no Cariri

quarta-feira, 23 de setembro de 2015 - 11:44 - Fotos: 

Um projeto destinado ao reaproveitamento de resíduos sólidos, como parte de um plano ambiental, está sendo executado em São João do Cariri, região administrativa de Serra Branca, uma iniciativa do Governo do Estado, desenvolvido pela Emater-PB, empresa integrante da Gestão Unificada Emepa/Interpa/Emater (GU), vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e Pesca (Sedap).

Para sensibilizar a população sobre a importância da correta gestão dos resíduos sólidos, os extensionistas Cícero Romero, Jonildo Cordeiro e Karina Queiroz, responsáveis pelo projeto, estão promovendo palestras educativas e capacitação sobre associativismo e educação ambiental. A ideia é implementar, supervisionar e promover a coleta seletiva tanto na zona urbana quanto na zona rural.  Para tanto, foi cedido pela prefeitura local, um espaço que será utilizado para separação do material.

Conduzidos pelos técnicos da Emater, recentemente, mais de 40 membros da Associação de Catadores de Material Reciclado do município visitaram o projeto de reciclagem de resíduos da Associação dos Catadores de Material Reciclado (Ascamare) de Bonito de Santa Fé, um dos vencedores do prêmio nacional Cidade Pro-Catador. Na ocasião, eles conheceram todo o processo de implantação da coleta seletiva e participaram de discussões sobre educação ambiental, recursos e parcerias.

Na avaliação do coordenador regional da Emater em Serra Branca, Walmir Azevedo, o projeto chega em boa hora, principalmente no tocante à parte ambiental, uma vez que São João do Cariri é detentor da maior área em estado de desertificação da região. “Nas comunidades rurais, além de estarmos proporcionando solução para a destinação correta dos resíduos, estamos trabalhando o reflorestamento de áreas degradadas”, justificou, acrescentado que dentre outros benefícios, afora os de ganho para o meio ambiente, estão os de geração de postos de trabalho para mão de obra de  baixa qualificação e o desenvolvimento de um mercado paralelo para a compra e venda de materiais recicláveis.