Fale Conosco

6 de junho de 2014

Governo do Estado inaugura unidade de extração de mel em Mari



Mari casa mel foto francisco frança 0174 270x180 - Governo do Estado inaugura unidade de extração de mel em MariO Governo do Estado inaugurou, nessa sexta-feira (6), uma unidade de extração de mel no assentamento Tiradentes, zona rural do município de Mari. O investimento do projeto Cooperar, em parceria com o Banco Mundial, foi de R$ 156,6 mil para atender diretamente 22 famílias de sete áreas de assentamentos de Mari.

A casa do mel foi denominada de Francisco de Assis Ferreira Araújo, que lutou por vários anos pela construção do empreendimento, mas faleceu recentemente antes de ver a unidade funcionando. Ainda pelo Cooperar, a Associação dos Apicultores de Mari já havia recebido um trator e um kit de mecanização no valor de mais de R$ 161 mil, o assentamento Zumbi dos Palmares recebeu um trator no valor de R$ 161 mil e o assentamento Pedra Água recebeu uma Unidade de Processamento de Mandioca no valor de R$ 354 mil.

O governador Ricardo Coutinho ressaltou a importância do Projeto Cooperar para as comunidades rurais. Somente na zona rural de Mari foram liberados R$ 835 mil, beneficiando 190 famílias assentadas. “O Governo do Estado tem uma Mari casa mel foto francisco frança 0048 270x180 - Governo do Estado inaugura unidade de extração de mel em Maripolítica pública consistente que oferece ao homem do campo as condições para que vivam da agricultura familiar”, comentou.

Ricardo Coutinho afirmou que unidades como essas de beneficiamento do mel serão fundamentais para ampliar a produção de um produto que tem espaço para comercialização em qualquer parte do mundo, desde que tenha  valor agregado na embalagem, na extração e na qualidade do produto. Ele também destacou a importância da utilização do mel na merenda escolar pelos benefícios do produto para a saúde das crianças.

Para o prefeito de Mari, Marcos Martins, os investimentos na apicultura vão gerar emprego e renda e aumentar a produção com a distribuição dos tratores para a mecanização de baixo impacto. “Uma casa de mel como esta, em pouco tempo, dará um retorno significativo para cada um dos 22 apicultores na região de Mari”, ressaltou.

Mari casa mel foto francisco frança 0136 270x180 - Governo do Estado inaugura unidade de extração de mel em MariDe acordo com o presidente da Associação dos Apicultores de Mari, o apicultor João Batista da Silva, com o investimento foi possível construir a casa do mel, investir na capacitação, além de adquirir os insumos necessários à captação, beneficiamento e envasamento de mel, como as colmeias, decantadores, centrífuga e indumentária utilizados na retirada do mel no campo. “Temos o maquinário necessário para extrair mais mel e dentro de uma maior qualidade, que melhora a comercialização de um produto que serve como alimento e remédio”, afirmou.

João Batista, que trabalha como apicultor há 14 anos, disse que, apesar das dificuldades, não pensa em deixar a atividade. “A ajuda do Cooperar veio num momento certo. Esperamos que cada dia melhore a situação do apicultor. Agora quero dar continuidade ao que foi deixado e aumentar a produção”, disse João Batista.

O apicultor Calos Augusto de Sousa informou que os assentamentos em Mari devem chegar a uma produção de 30 toneladas de mel por ano – atualmente é cerca de 20 toneladas/ano. “Acreditamos que agora vamos fortalecer ainda mais a cadeia produtiva do mel”, completou.

Também participaram da solenidade de inauguração da Casa de Mel o secretário de Desenvolvimento da Agricultura, Mari casa mel foto francisco frança 0149 270x180 - Governo do Estado inaugura unidade de extração de mel em MariAgamenon Vieira, o deputado estadual Antônio Mineral, os prefeitos de Sobrado, George Medeiros, e de Cuitegi, Guilherme Madruga, e o vice-prefeito de Mari, Jobson Ferreira.

Apicultura – Em toda a Paraíba, a atividade apícola recebeu investimentos do Projeto Cooperar e do Banco Mundial deR$ 2,7 milhões com o atendimento direto a 626 famílias em 26 subprojetos produtivos. Com os recursos, os beneficiários puderam realizar investimentos como a construção de unidades de extração de mel, aquisição de colmeias, equipamentos e materiais para o beneficiamento do produto, capacitação, entre outros.