João Pessoa
Feed de Notícias

Governo do Estado inaugura Posto de Coleta de Leite Humano em Taperoá

segunda-feira, 24 de agosto de 2015 - 12:54 - Fotos:  Ricardo Puppe

Dentro das atividades comemorativas da Semana Mundial de Aleitamento Materno, o Governo do estado inaugura, nesta quarta-feira (26), às 15h, o Posto de Coleta de Leite Humano do Hospital Geral de Taperoá. O novo posto é o 21º do Estado, que já conta com seis bancos de leite. O espaço vai beneficiar cerca 100 mil habitantes de 14 municípios da região. “A expectativa é de uma coleta mensal em torno de 20 litros de leite materno, para atender aos leitos de neonatologia da Maternidade Peregrino Filho, em Patos”, disse a diretora do Centro Estadual de Referência para Bancos de Leite Humano Anita Cabral, Thaíse Ribeiro.

“Já foram iniciadas as visitas às equipes de atenção básica do município de Taperoá, onde foram realizadas capacitações com a equipe técnica e atividades com o grupo de gestantes local formado por mais de 30 mulheres. Com isso, a Paraíba se torna o estado com a maior rede de coleta de leite materno da região Nordeste”, observou Thaíse Ribeiro.

Rede – A Rede Paraibana de Bancos de Leite Humano conta atualmente com a maior rede de serviços oferecidos à população, ocupando o 1º Lugar na Região Nordeste, com 26 equipamentos, sendo 21 postos de coleta e seis bancos de leite responsáveis pela promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno, além da execução da coleta do excedente de produção láctea da nutriz, seu processamento, controle de qualidade e distribuição aos recém-nascidos prematuros e com baixo peso do nosso Estado.  Em Relação ao Brasil, apenas São Paulo e Minas Gerais, respectivamente, possuem maior número de Postos e Bancos de Leite que a Paraíba.

Com toda expansão, a Paraíba quase dobrou a coleta de leite materno nos últimos quatro anos, saindo de 4.734 litros de leite coletado, em 2010, para 7.200 litros coletado, em 2014. Dobrou, também, o número de bebês beneficiados com leite pasteurizado pelo banco. Em 2010, foram atendidos 5.029 receptores de leite, enquanto em 2014 foram mais de 11 mil crianças que receberam esse produto.

O leite doado é processado e analisado por laboratórios, certificados pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o qual garante a inativação dos protozoários, vírus, fungos e bactérias patogênicas, oferecendo ainda a informação de todas as características físico-químicas, tais como grau de acidez, quantidade de gordura e maturidade do produto. Isso garante que cada receptor atendido receba o leite específico para seu quadro clínico, além disso, esses laboratórios são reconhecidos internacionalmente pela sua excelência em padrão de qualidade.

“A aquisição de mais esse equipamento só corrobora com a intenção maior do Governo do Estado que é o investimento da humanização e qualificação da assistência prestada, tendo como sustentáculo a captação de doadoras e coleta de leite materno o serviço de Rota Domiciliar, que consiste na coleta semanal de leite doado na casa da própria mãe, não sendo necessário ela se deslocar da sua residência, no momento de recuperação pós-natal. Sendo assim, no ano de 2014, mais de 123 mil mulheres foram assistidas por esses equipamentos”, informou a diretora do Banco de Leite Humano Anita Cabral.

Rota Domiciliar – Durante a visita domiciliar, a equipe formada por enfermeiros, nutricionistas, técnicos e assistentes sociais, prestam orientação sobre os procedimentos para doação, oferecem os frascos esterilizados para que as mães coletem o leite e, dependendo na necessidade, são recolhidos semanalmente. “Esse serviço foi incrementado significativamente, nos últimos quatro anos, ao comparar que em 2010 foram realizadas 6 mil visitas domiciliares, enquanto em 2014, mais de 10.200 casas foram visitadas pela equipe dos bancos e postos de coleta do estado”, concluiu Thaíse Ribeiro.