João Pessoa
Feed de Notícias

Governo do Estado entrega certificados a alunos do Projovem Urbano nos presídios

terça-feira, 28 de abril de 2015 - 12:44 - Fotos:  Walter Rafael/Secom-PB

O Governo do Estado iniciou nesta segunda-feira (27) as solenidades de entrega de certificados a alunos formandos do Projovem Urbano realizado nas unidades prisionais. O evento realizado no Instituto Penal Desembargador Sílvio Porto, em João Pessoa, e denominado “Realidade Social e Liberdade de Trabalho” teve a participação de autoridades e de apenados em processo de ressocialização. Alunos da Penitenciária de Segurança Máxima Geraldo Beltrão também receberam certificados pela conclusão do ensino fundamental.

As formaturas de alunos das unidades prisionais continuam nesta terça (28) e quarta-feira (29), por meio da parceria entre as Secretarias de Estado da Educação e da Administração Penitenciária da Paraíba. Nesta quarta-feira (29), o evento também acontecerá na Penitenciária Feminina Maria Julia Maranhão, às 9h.

O secretário executivo da Administração Penitenciária, Agamenon Vieira, destacou que o número de alunos que concluiu o ensino fundamental por meio do Projovem Urbano nos presídios não é grande, porém “muito significativo porque é uma ação que abre oportunidades a seres humanos que estão querendo a ressocialização, voltar ao convívio social. Esta experiência é uma construção que alfabetiza ou oferece uma profissão”.

A gerente executiva de Ressocialização, da Secretaria de Estado da Administração Penitenciária, Ziza Maia, ressalta que em todo o país apenas oito Estados desenvolvem o Projovem Urbano nos presídios e que aqui na Paraíba a formação se deu em 18 meses, com o ensino fundamental e o ensino profissional na área de construção e reparos, além da conscientização sobre a coleta seletiva do lixo.

“Todo o processo dessa reintegração social tem como primeiro passo a educação e esse conhecimento adquirido na dinâmica do Projovem Urbano, nesse contexto, abrange a perspectiva futura da saída, do retorno ao convívio social”, ressaltou.

A juíza da Vara das Execuções Penais da Comarca de João Pessoa, Higyna Josita Simões, entende que a educação é muito importante, sobretudo dentro das prisões. “A partir do momento em que aulas são ministradas dentro dos presídios, os presos podem adquirir uma profissão e poderão se ressocializar”, comentou.

A coordenadora estadual da Educação em Prisões, representante da Secretaria de Estado da Educação, Eliane Aquino, informou que o Projovem Urbano nos presídios foi criado pelo governador Ricardo Coutinho em 2011. “Para mim, como profissional, nesses 32 anos de educadora, essa ação me fez crescer profissionalmente. Esse trabalho tem transformado vidas”, declarou.

O aluno Márcio revelou que o curso tem ensinado muito a ele. “Tenho sido mais educado, tenho aprendido não apenas a ler, mas também a escrever bastante e hoje faço música, poesias, coisas que lá fora eu não aprendi”, comemora.

O aluno Anderson de Lima, por sua vez, indagou: “Se o lixo é reciclável, por que não o ser humano? Aqui estão reeducandos que cometeram erros, mas que estão mostrando que vão se recuperar. Eu quero concluir aqui o ensino médio, sair preparado para o Enem e seguir o curso de Educação Física. Eu acho que a mudança vai dentro de cada um, basta querer”.

O Projovem Urbano é um projeto do Governo Federal realizado por meio de parcerias entre governos municipais e estaduais. Na Paraíba, é realizado por meio da Coordenação Projovem na Paraíba, ligado à Secretaria de Estado da Educação. O programa atende jovens de 18 a 29 anos que não possuem ensino fundamental completo. A primeira turma envolvendo reeducandos teve início em novembro de 2013.