Fale Conosco

5 de junho de 2017

Governo do Estado entrega Cartão Alimentação para famílias da cidade de Sapé



sedh Entrega do Cartao Alimentacao em Sape Foto Alberto  Machado (1)O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (Sedh), beneficiou, na manhã desta segunda-feira (5), mais 420 famílias da cidade de Sapé, com o Programa Cartão Alimentação. Agora já passa de 21 mil o número de famílias beneficiadas com o programa de complementação de renda do Governo da Paraíba.

Representando a secretária de Estado do Desenvolvimento Humano, Aparecida Ramos, a chefe de Gabinete, Gilvaneide Nunes, falou do esforço e do trabalho que vem sendo realizado pelo Governo do Estado, por meio da Sedh, para melhorar a vida e resgatar a dignidade do povo sapeense. “É importante que todos vocês possam fazer uso desse benefício com responsabilidade. Em breve será definida a data para realização de novo cadastramento das famílias para ampliação do benefício no município”, afirmou Gilvaneide.

O prefeito Roberto Feliciano elogiou e agradeceu ao governador Ricardo Coutinho e à secretária Cida Ramos por mais essa parceria e por trazer esse benefício para a cidade de Sapé. “É um programa muito salutar, e mais uma conquista para a população de baixa renda, que terá esse complemento em suas rendas para alimentar suas famílias. Trata-se de um benefício sem burocracia”, enfatizou.

O Cartão Alimentação foi implantado em março de 2016 em substituição ao Programa do Pão e Leite, em virtude da redução da produção de leite devido à escassez de chuvas. E como forma de proporcionar às famílias beneficiadas mais opções para aquisição de alimentos.

Em Sapé, três estabelecimentos comerciais já foram cadastrados para a venda por meio do Cartão Alimentação. Os beneficiados poderão adquirir apenas gêneros alimentícios, a partir do dia 10, até o último dia do mês, e o valor não é acumulativo. Para acompanhar o andamento do benefício, a Sedh disponibiliza no verso de cada cartão telefones de contatos para que sejam comunicados possíveis majoração de preço por parte dos comerciantes cadastrados quando das compras feitas com o Cartão Alimentação.

A dona de casa Adriana Silva dos Santos (28), mãe de cinco filhos, observou que “esse cartão é muito importante porque ajuda muito a quem precisa, principalmente a mim, que moro de aluguel, e só recebo R$ 351,00 do Bolsa Família”.