João Pessoa
Feed de Notícias

Governo do Estado encerra Curso de Formação dos Profissionais das Escolas Integrais da Paraíba

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017 - 17:35 - Fotos:  Walter Rafael/ Secom PB

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação (SEE), encerrou nesta sexta-feira (27) o curso de formação de professores e gestores que irão atuar nas Escolas Cidadãs Integrais e Cidadãs Integrais Técnicas da rede estadual de ensino da Paraíba. Aproximadamente 600 profissionais participaram da formação, que aconteceu no Centro de Formação de Educadores, no bairro de Mangabeira, em João Pessoa.

O curso teve como objetivo integrar os profissionais das escolas e apresentar o modelo pedagógico e administrativo utilizado nas Escolas Cidadãs Integrais e Cidadãs Integrais Técnicas, que propõe uma abordagem diferenciada com turno integral de estudo, dando mais oportunidade de expansão do conhecimento. O modelo teve início na Paraíba, em 2016, com oito escolas. Este ano, este número foi ampliado para 33.

“Percebemos que os professores se mostraram muito interessados e motivados e isso se deve ao sucesso que as primeiras escolas tiveram. Foram muito participativos e estão muito comprometidos com o projeto”, destacou João Freitas, consultor de gestão do ICE, Instituto que ministrou parte da formação.

Janaína Muniz, gestora da Escola Cidadã Integral José Soares de Carvalho, em Guarabira, falou das expectativas em relação ao novo modelo. “Nossas expectativas são imensas. Nossos professores estão unidos neste projeto querendo mudança e querendo levar para Guarabira esse novo modelo, que temos certeza que dará muito certo”, contou a gestora.

Jaya Silvéria Barrios, professora de História da Escola Estadual Dr. Hortênsio Ribeiro de Sousa (Premen), de Campina Grande, também falou sobre a importância do novo modelo de escola. “O meu entusiasmo é muito grande porque com esse modelo estamos mudando a escola tradicional e indo para outra perspectiva, que é formar o sujeito autônomo, independente, competente e solidário. Então a perspectiva é a melhor do mundo, o projeto é muito bonito, é um projeto de cidadania, para formar um cidadão, que respeite o universo que ele habita e os outros seres que estão ao seu redor”, contou.

Para o professor de Filosofia Gildevan da Silva Dantas, da Escola Estadual Obdúlia Dantas, de Catolé do Rocha, o novo modelo irá fazer a diferença na região. “A escola que leciono tem 50 anos, mas está abraçando esse novo modelo, destacando a importância do protagonismo do estudante. Nesse modelo o aluno participa ativamente da construção da escola, juntamente com o professor e o gestor e é direcionado para as perspectivas de vida do aluno, o que eles vão querer fazer no futuro. Essa nova prática é inovadora e seremos a primeira escola na região com essa ótica, então, como se diz no sertão, vai ser um rebuliço bom! Estamos muito empolgados”, destacou o professor, que aproveitou a oportunidade para agradecer a oportunidade de formação. “Só tenho a agradecer por esta capacitação. A todo momento me senti valorizado como professor. Desde a vinda pra cá, a estadia, a alimentação, a equipe que participou do treinamento, tudo foi de primeira qualidade, um grande investimento do Governo do Estado”, enfatizou.