Fale Conosco

14 de julho de 2009

Governo do Estado e Unipê acertam parceria para discutir retomada do crescimento



Um projeto que vai tentar a recuperação de potencialidades produtivas e econômicas da Paraíba, na perspectiva de gerar oportunidades de ocupação e renda para milhares de famílias, começa a ser gerado a partir de uma parceria entre o Governo do Estado e o Centro Universitário de João Pessoa (Unipê).

Foi o que ficou acertado entre o governador José Maranhão e o reitor José Loureiro Lopes, em encontro na Granja Santana, quando também estavam presentes a assessora Ana Flávia Pereira Medeiros da Fonseca e o jornalista Carlos Roberto de Oliveira.

A meta é que no primeiro semestre de 2010 o projeto de parceria com o Unipê comece a ser implantado, depois de ser aprovado pelo governador. “A idéia é que a Paraíba desenvolva e impulsione as suas riquezas naturais, com o melhor aproveitamento do potencial de suas universidades, tudo direcionado para a geração de fontes de rendas”, explicou.

A proposta é captar recursos junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e outros organismos financeiros internacionais para patrocinarem esse trabalho. “Faremos um projeto de desenvolvimento sustentável para a Paraíba e a partir daí captaremos os recursos financeiros internos e externos, com a finalidade de tentarmos promover o desenvolvimento sustentável no Estado”, comentou o reitor.

O professor Loureiro disse, ao sair da audiência, que o governador Maranhão acolheu a proposta, dizendo que a sua visão era a mesma do Unipê porque tem um olhar para a modernidade de aproveitar os recursos naturais em benefícios do ser humano, buscando a melhoria básica no sentido de desenvolver cada vez mais a Paraíba e o bem estar do seu povo.

Segundo ele, a preocupação é promover um desenvolvimento sustentável e crescimento econômico, que promovam uma melhoria em todo o Estado. “Estamos preocupados com o crescimento da Paraíba, o que tem sido objeto de discussões de todos nós no Unipê. Nossa preocupação é incentivar o desenvolvimento sustentado e econômico que promova uma melhoria na totalidade do Estado e torne o nosso povo mais feliz”, afirmou o reitor.

Mecanismos

O corpo de direção daquela instituição superior do ensino, reconhecendo o esforço do governo estadual na busca de encontrar mecanismos que levassem a urgente solução de problemas que emperram a evolução econômica da Paraíba, está propondo ajudar com sugestões que consideram indispensáveis neste momento. Lembrou que o governador propôs a criação de um Conselho de Desenvolvimento Econômico na tentativa de aquecer as discussões em torno de um programa que ajudem avançar na recuperação de culturas que foram praticamente dizimadas, como o algodão, o sisal, o abacaxi, e apenas a cana-de-açúcar ainda resistindo.

“Nas últimas décadas caiu sua base econômica tanto no aspecto primário, na parte da indústria e no serviço. Preocupados com isso e estando atento a esses aspectos, e percebendo que a Paraíba se recente da existência de fontes para o crescimento econômico, sentimos que chegou o momento de unir forças para estimular o seu crescimento”, disse.

O reitor informou que como integrante deste Conselho de Desenvolvimento, o Unipê está se propondo a colaborar. Desde o ano de 2007 pesquisadores vem trabalhando num projeto de desenvolvimento sustentável para a Paraíba, com foco especial para a preservação do meio ambiente, com o aproveitamento dos recursos naturais sem prejuízo do crescimento. A proposta é a reunião de outros segmentos que trabalham com programa auto-sustentado para caminharem juntos.

José Nunes, da Secom-Pb com foto de Antonio David