João Pessoa
Feed de Notícias

Governo do Estado e prefeituras discutem ações contra a seca no Seridó

sexta-feira, 30 de maio de 2014 - 12:14 - Fotos:  Secom-PB

A construção de barragem subterrânea foi uma das ações mais solicitadas pelos agricultores familiares durante a Jornada de Inclusão Produtiva realizada nessa quinta-feira (29), em Picuí, no Seridó, como parte das iniciativas do Governo do Estado para minimizar os efeitos da seca e de convivência com o semiárido. Durante o evento, que aconteceu no Parque Agroecológico Fausto Germano, organizado pela Emater Paraíba, foi reivindicada a implantação de 25 unidades no município.

O técnico Ricardo Pereira, da Emater Paraíba, região administrativa de Itabaiana, especialista em barragem subterrânea, fez demonstração prática para os agricultores ensinando todo o processo de construção, e mostrando a utilidade no armazenamento de água para dar suporte ao cultivo de hortaliças, fruteiras e pequenas criações, principalmente em períodos de longas estiagens.

Para destacar a importância que os agricultores familiares vêm dando para a construção de barragens subterrâneas, o presidente da Emater Paraíba, Geovanni Medeiros, disse que em apenas três jornadas realizadas em Salgado de São Félix, Cuité de Mamanguape e agora em Picuí, já são mais de 50 reivindicações para obras desta natureza.

Durante a Jornada de Picuí, os agricultores participaram de cinco oficinas sobre boas práticas de higienização de cabras leiteiras, barragem subterrânea, irrigação localizada com energia solar, produção e armazenamento de forragem, com fenação e silagem, e blocos multinutricionais. O evento teve a coordenação geral de Fernando Guedes, coordenador regional da Emater Paraíba em Picuí, com a participação de técnicos de todos os escritórios locais.

Blocos multinutricionais – São uma mistura de melaço, ureia, minerais e um agente solidificante como constituintes básicos e qualquer outra matéria-prima disponível na região, tais como bagaço de cana, tortas de oleaginosas e folhas de leguminosas arbóreas. É um tipo de suplemento dirigido a suprir quantidades lentas e pequenas de nutrientes minerais críticos à nutrição de ruminantes. Na sua composição, a principal fonte de proteína solúvel (NNP) é a ureia, e de energia é o melaço. Ambos são rapidamente digeridos no rúmen e devem estar presentes na composição.

Os blocos foram desenvolvidos através de pesquisas da Empresa Estadual de Pesquisa Agropecuária da Paraíba (Emepa) e testados na alimentação de diversos animais na Estação de Pesquisa de Pendência em Soledade-PB. Eles são confeccionados em máquinas apropriadas, a exemplo da máquina mecânica movida à energia elétrica que é destinada a associações e cooperativas rurais e agricultores individuais.

Programação – Houve ainda, exposição de avicultura alternativa, distribuição de alevinos e de mudas frutíferas entre os participantes, além da emissão de documentos como RG e Carteira de Trabalho, atendimentos pelo Banco do Brasil e Banco do Nordeste, serviços básicos de saúde, orientação e cadastro do Programa Leite da Paraíba.

O que também chamou a atenção dos presentes foi o espaço da agricultura familiar no local, com a comercialização de vários produtos. Na ocasião, foram mostradas as potencialidades da região, como minérios e pedras preciosas. No ambiente, foi instalado um parque ecológico com réplicas em tamanho natural de onça, gato do mato, guaxinin, tatu bola, entre outros animais, além do Museu da Caatinga, com répteis, insetos conservados em formol e também empalhados.

Nosso agricultor só tem suas atividades bem conduzidas com o acompanhamento técnico, que é o papel da Emater. Nos últimos três anos, a extensão rural está mais presente na nossa região e os agricultores estão recuperando a credibilidade e a confiança. São muitas ações executadas em Picuí, porém, somente nos próximos anos iremos sentir os efeitos desse novo revigoramento e impulso dado pela Emater”, afirmou o prefeito Acácio Dantas.

Parceria – Na oportunidade, foi assinado termo de cooperação entre a prefeitura e a Emater para garantir o fortalecimento da agricultura familiar, com a implementação e promoção de programas e políticas públicos voltados ao desenvolvimento rural sustentável por meio da assistência técnica no município. O termo será estendido aos 14 municípios integrantes da região administrativa da Emater em Picuí.

Para o prefeito de Frei Martinho, Aido Dantas, a Emater Paraíba é uma grande parceira para o município. “Para mim, entre as instituições ligadas ao setor agropecuário na Paraíba, a Emater está em primeiro lugar porque, além de se identificar e entender o agricultor, está presente orientando e acompanhando suas atividades”, disse. Ele lembrou que, a exemplo de alguns municípios, como ocorre em Frei Martinho, a prefeitura apoia a extensão rural com infraestrutura e a Emater retorna impulsionando a agricultura e a pecuária local.

O ex-prefeito de Picuí, Buba Germano, destacou a assinatura do termo de cooperação técnica entre a Emater e a Prefeitura. “O ato tem um simbolismo porque foi Picuí quem primeiro assinou esse termo de parceira no atual governo, com o objetivo de fortalecer a agricultura familiar local”, disse. De acordo com o presidente da Emater Paraíba, Geovanni Medeiros, já foram assinados 153 termos de parceira com prefeituras municipais.

Emater – O secretário da Agricultura do município, Karkon Oliveira Santos, disse que a Emater tem papel fundamental para o desenvolvimento econômico e social de Picuí e região do Seridó, com implantação de tecnologias voltadas para o incremento de medidas alternativas para sobrevivência do agricultor familiar, principalmente em período de estiagem. Entre as ações executadas, ele destacou a construção de barragem subterrânea, criação de frango alternativo, elaboração de projetos de crédito de financiamento, criação de caprinos, além da orientação aos agricultores no processo de plantios, que começa a partir do preparo do solo à comercialização.

A presidente da Associação das Mulheres da Agricultura Familiar de Quixaba, Picuí e Região, Roseane de Fátima, destacou a importância da Emater para os agricultores. “Só estamos aqui, demonstrando e comercializando nossos produtos, graças à Emater, que fomos capacitadas em produção de doces e licores utilizando o umbu, fruta nativa de grande abundância em nossa região”, comentou.

Durante o evento, foram entregues certificados do curso de Boas Práticas, Transformação, Manipulação e Aproveitamento dos Derivados do Umbu a 10 das 40 associadas. O curso foi realizado pela extensionistas da Emater Paraíba, Eliezia Paulino e Jacileide Andrade, que ensinaram às mulheres delícias proveniente do umbu, como compota, geleias, doces diversos e licores, comercializados durante a jornada.

A secretária de Interiorização, Gilma Germano, representou o Governo do Estado no ato, e também estiveram presentes o secretário da Agricultura Familiar, José Gonçalves; o vereador e presidente da Câmara Municipal, Ataide Xavier; o diretor administrativo da Emepa, Francisco Morais, além de representantes do Banco do Brasil e do Banco do Nordeste.