João Pessoa
Feed de Notícias

Governo do Estado e MDA contemplam mulheres rurais com projetos produtivos em Rio Tinto

sexta-feira, 22 de abril de 2016 - 11:33 - Fotos: 

Projetos produtivos executados pelo Governo da Paraíba e o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), no âmbito do Plano Brasil Sem Miséria (PBSM), estão mudando a paisagem e a vida de 238 mulheres rurais e suas famílias, em Rio Tinto, Litoral Norte do Estado. As atividades agropecuárias, sob orientação da Emater, empresa integrante da Gestão Unificada Emepa/Interpa/Emater (GU), vinculada à Sedap, envolvem horticultura, bovinocultura, caprinovinocultura, avicultura, pesca artesanal, indústria rural caseira, além de trabalhos não agropecuários como artesanato,  trabalhos manuais, entre outras ações.

São 14 comunidades beneficiadas: Patrício, Aldeia Jaraguá, Monte Mor, Salema, Campart, Ilha de Aritingui, Pau Darco, Taberaba, Tavares, Boa Vista, Areia Branca, Cajarana, Piabuçu e Aldeia Silva de Belém. Com um total de 36 mulheres agricultoras, segundo o coordenador da Chamada da Zona da Mata Norte, Cristiano Campelo.

Ele explica que, a comunidade Jaraguá se destaca, porque elas entenderam a mensagem do Plano, principalmente no que diz respeito ao desenvolvimento do processo produtivo e social, com o consequente aumento de produção e renda, e garantia de segurança alimentar, por meio da diversificação das atividades e produtos. As atividades exploradas são horticultura, artesanato e pesca artesanal.

Comunidade Patrício – Com orientações dos técnicos da Emater (GU) toda a família de dona Maria de Lourdes Marques, incluindo seu esposo e três filhas, está engajada no projeto produtivo de horticultura e avicultura. Eles, que já desenvolviam a atividade hortícola, porém sem orientações técnicas, agora com a presença dos extensionistas rurais já ampliaram a área com sistema de irrigação, o que vem permitindo aumento de produção, da comercialização e, consequentemente, a melhoria de renda mensal. Todo o trabalho, feito de forma sustentável, respeitando o meio ambiente, está servindo de referência para as comunidades vizinhas.

Ao todo, a Emater (GU), por meio de Contrato das quatro Chamadas Públicas do MDA presta assessoramento técnico a 3.874 mulheres rurais do Território da Borborema (1.438), Zona das Mata Norte 1.976), Cariris Ocidental e Oriental(129) e Médio Sertão (331). Os projetos produtivos oportunizam inclusão social e produtiva, inserção no mercado de trabalho, sustentabilidade econômica e geração de renda, além da melhoria na qualidade de vida e permanência no campo.