Fale Conosco

5 de julho de 2016

Governo do Estado e BNB discutem ações para utilização de energia solar na agricultura



Governo do Estado e BNB discutem ações para utilização de energia solar na agricultura

O Governo do Estado, por meio da Gestão Unificada Emepa/Interpa Emater, reúne, nesta quinta-feira (7), coordenadores  regionais  e assessores de crédito da Emater e gerentes do Banco do Nordeste para  discutir procedimentos de implementação do acordo de cooperação  firmado entre as duas instituições, com vistas à aplicação de recursos do Pronaf  Eco  no Programa de Energia Solar na agricultura familiar. O encontro começa às 8hs, na  sede do Instituto de Terras e Planejamento Agrícola (Interpa), localizada na Estrada de Cabedelo.

Conforme programação, após a abertura do encontro  pelo superintendente do Banco do Nordeste (BNB), Wesley Maciel, e o presidente da Gestão Unificada, Nivaldo Magalhães, terão início as discussões sobre o Pronaf  Eco e a metodologia de execução do programa nas 15 regiões administrativas da Emater GU, no tocante ao levantamento de demandas e à elaboração de propostas das famílias agricultoras. Antes, haverá demonstração de equipamentos e palestra do técnico Ivo Alves de Oliveira sobre o uso de irrigação com sistemas fotovoltaicos.

A pauta de discussões segue à tarde, a partir das 14h, com palestra sobre rotinas tecnológicas para um projeto de  Aquaponia, a ser proferida pelo engenheiro Ely Martins. O encerramento, previsto para as 16h, será feito pelo gerente geral de crédito rural do BNB, Silvio Marcos Carvalho, que falará sobre a linha de crédito Pronaf Eco, com recursos da ordem de R$ 10 milhões por ano para serem investidos na agricultura familiar.

O presidente da Gestão Unificada informou que o acordo firmado com o BNB poderá injetar  R$ 50 milhões no crescimento da agricultura familiar em cinco anos de vigência do programa, dependendo da demanda dos agricultores. Ele disse que o corpo técnico da Emater e Emepa está preparado para orientar e atender as famílias agricultoras paraibanas.

Nivaldo Magalhães lembrou que o agricultor interessado em participar do programa deve se dirigir ao escritório da Emater de seu município munido dos documentos pessoais e do imóvel rural, Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), além da proposta de viabilidade técnica e econômica. “Atendendo esses critérios, as agências do BNB estão aptas a contratar o financiamento”, justificou.