João Pessoa
Feed de Notícias

Governo do Estado divulga calendário de atividades esportivas 2012

quinta-feira, 8 de março de 2012 - 11:34 - Fotos:  Secom-PB

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), divulgou o calendário de atividades 2012, com projetos e programas que beneficiarão o esporte na Paraíba durante todo o ano.

A partir de abril, serão realizados os Jogos Escolares e os Paraescolares, que, juntos, são o maior evento do desporto escolar do Estado, envolvendo as 14 regiões de ensino da Paraíba e movimentando mais de 30 mil alunos. Assim como ocorreu no ano passado, haverá as etapas regionais, de onde sairão os campeões para disputar a etapa estadual; dessa etapa, serão selecionados os vencedores para participar das Olimpíadas Escolares Brasileiras – evento organizado pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

Segundo o secretário Fábio Maia, titular da Sejel, um dos pontos positivos da realização paralela dos dois eventos em 2011 foi que os para-atletas conseguiram incentivo e tiveram um recorde de medalhas conquistadas nas Paraolimpíadas Escolares. “A delegação da Paraíba ganhou notoriedade durante as Paraolimpíadas Escolares 2011. Nossos para-atletas conquistaram 18 medalhas, que foi um recorde, e por isso esse mega-evento está integrado ao calendário”, disse.

Maia adiantou que a Sejel vai difundir o paradesporto em várias modalidades. A primeira etapa, no mês de abril, consiste em matricular 324 alunos. “Treinaremos esses alunos para participar de competições paradesportivas”, ressaltou.

Também em abril, serão realizados os Jogos Indígenas, envolvendo 300 índios de 40 aldeias das etnias potiguaras dos municípios de Baía da Traição, Marcação e Rio Tinto. Além desse evento, será realizado o 1º Torneio Intermunicipal de Futebol Amador, em que cada município indicará um representante para disputar em sua respectiva micro-região. “Na Paraíba, existem vários jogadores que não tiveram oportunidade de ingressar no futebol profissional. Com esse torneio, muitos deles terão a chance de aparecer e defender seu município”, disse Maia.

Novidade – A novidade no calendário é o projeto “Ginásio Cidadão”, que, de maio a dezembro, reunirá crianças e adolescentes dos bairros Cristo Redentor, Geisel e José Américo para participar de escolinhas de nove modalidades esportivas no Ginásio Ronaldão, em João Pessoa. Poderão participar aqueles com idade entre 7 e 17 anos e que estejam matriculados nas escolas da rede estadual de ensino. “Abriremos as portas do Ronaldão para um projeto que cultiva o esporte e afasta o jovem das drogas”, disse.

Ainda em maio, será a vez do Fórum do Esporte, quando serão definidas as bases de uma política pública para o esporte e o lazer da Paraíba em todas as regionais. Desse fórum, sairão as temáticas para a etapa estadual, que será realizada em João Pessoa.

Já no mês de outubro, a Sejel organizará os Jogos dos Servidores Estaduais e o projeto Esporte não tem Idade. O primeiro tem o objetivo promover a interação entre os funcionários da administração direta e indireta do Governo da Paraíba, promovendo certames em nove modalidades, nas categorias masculino e feminino. Já o segundo, como o próprio nome diz, será destinado às pessoas acima de 60 anos e acontecerá durante a Semana do Idoso.

Verão ativo – O ponta-pé inicial das atividades esportivas e de lazer no Estado deste ano foi dado com o “Verão em Ação”, que integrou a programação do “Circuito do Sol”, em nove praias do litoral paraibano, durante os meses de janeiro e fevereiro. Foram oferecidas oito modalidades, com escolinhas e prática livre para toda a população.

Juventude – O calendário também consta de discussões sobre a juventude. Entre abril e dezembro, está o projeto Fomento, Apoio e Fortalecimento de Políticas Públicas de Juventude na Paraíba. O objetivo é promover seminários para discutir estratégias de institucionalização e organização de atividades dos conselhos municipais de juventude, com a capacitação de gestores municipais e conselheiros estaduais ligados à juventude.

Paraíba Paraolímpica – Para atender às necessidades das pessoas com deficiência, o projeto vai solucionar o déficit de difundir o paradesporto em várias modalidades. A primeira etapa, no mês de abril, consiste em matricular 324 alunos e na segunda eapa, treinar os matriculados para participarem das competições paradesportivas.