Fale Conosco

21 de setembro de 2011

Governo do Estado discute regionalização da saúde na região de Sousa



Técnicos da Secretaria de Estado da Saúde (SES) estão reunidos deste ontem (terça-feira-20) com secretários municipais de saúde, diretores de hospitais e técnicos da 10ª Gerência Regional de Saúde de Sousa, que é composta por nove municípios. As reuniões fazem parte das discussões sobre o processo de regionalização dos serviços de saúde.
O objetivo das reuniões, que já aconteceram em outras regionais de saúde, é traçar um mapa da saúde do Estado a partir dos municípios, conhecendo os problemas, peculiaridades e potencialidades de cada um. “O serviços estão sendo definidos, e estamos avaliando a situação de cada um para que as medidas sejam adotadas de forma que a população possa desfrutar de uma saúde com segurança, eficiência e qualidade”, comentou a gerente executiva de Vigilância em Saúde da SES, Júlia Vaz.
Segundo ela, a proposta do Governo do Estado está sendo bem aceita pelos gestores municipais. Eles estão se prontificando a fazer o que for necessário para melhorar a saúde da população de seus municípios. “A discussão acontece de forma coletiva, democrática e participativa, e cada um apresenta seus problemas e aponta soluções que vão nos ajudar a chegar a um consenso que satisfaça a todos e que atenda às necessidades da população”, ressaltou.
Com as oficinas, a Secretaria de Estado da Saúde busca promover o desenvolvimento de todas as Gerências Regionais de Saúde e também alinhar o Estado com a política nacional de saúde, unificando as instituições e potencializando a comunicação entre elas. Todos os serviços serão contratados dentro do programa Saúde Cidadã, vinculados ao Pacto pelo Desenvolvimento Social e ao Plano Plurianual (PPA) 2012-2015.
Com o mapeamento dos serviços oferecidos por cada município, será possível a parceria entre as instituições para a garantia do atendimento à população. O atendimento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), por exemplo, será otimizado quando estiverem identificadas as potencialidades de cada hospital para receber os usuários de cada especialidade.