Fale Conosco

3 de março de 2015

Governo do Estado discute políticas públicas voltadas para o homem do campo no Sertão



O secretário de Estado da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento do Semiárido (SEAFDS), Lenildo Morais, cumpriu, no último final de semana, uma intensa agenda de compromissos no Sertão paraibano, mais especificadamente em Sousa e Itaporanga. O secretário participou de uma mesa redonda com representantes do Fórum de Convivência com o Semiárido e do Instituto Federal, Campus de Sousa, e de um encontro regional em Itaporanga para discutir políticas públicas voltadas ao homem do campo.

Na sexta-feira (27), representantes do Fórum de Convivência com o Semiárido e do Instituto Federal promoveram uma mesa de diálogo, no auditório da sede em Sousa, que discutiu soluções para os desafios da realidade paraibana à sustentabilidade da agricultura familiar e dos modos de vida rural no semiárido. O evento também reuniu secretários de agricultura da região do Alto Sertão, entidades, sindicatos, ongs e organizações da sociedade civil.

Em Itaporanga, juntamente com o delegado do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), Luiz Gonzaga Firmino Júnior, o secretário Lenildo Morais participou, no sábado (28), de um encontro regional para discutir políticas públicas voltadas ao homem do campo.

Segundo Lenildo, esse foi o primeiro encontro com esse objetivo promovido pelo Sindicato Regional dos Trabalhadores na Agricultura Familiar (Sintraf), que tem sede em Itaporanga. Na oportunidade, assuntos relacionados ao PAC, Pnae, PAA, barragem subterrânea, energia solar, agricultura familiar, direito previdenciário e organização sindical foram debatidos.O evento aconteceu no Atlântida Esporte Clube, com a realização de diversas plenárias.

Na reunião, o delegado Luiz Gonzaga falou sobre PAC, Pnae e PAA e afirmou que sua atuação como delegado do MDA está pautada no diálogo com os movimentos sociais e na interlocução direta com os gestores municipais, fortalecendo toda a cadeia produtiva da agricultura familiar no Estado e as políticas inclusivas do Governo Federal.

Já o secretário estadual da Agricultura Familiar, Lenildo Morais, abordou temas como barragem subterrânea, energia solar e agricultura familiar, destacando que é necessário elaborar projetos em benefício dos pequenos produtores e de seu desenvolvimento, para que se possa produzir com qualidade e menor custo. “Precisamos valorizar a nossa produção, devemos dar atenção à qualidade, não só ao plantio, mas a qualidade dos produtos que eles podem oferecer”, afirmou, destacando que dentre as alternativas buscadas está a da tecnificação e qualificação do pequeno agricultor, como a preparação dos seus produtos para chegar ao mercado com maior qualidade.

Lenildo destacou ainda que outra meta da secretaria é estimular a aquisição de 100 sistemas de pequena irrigação utilizando a energia solar, no valor de R$ 472 mil para 100 famílias de agricultores no Estado.

O secretário ressaltou ainda a importância dos encontros e garantiu que a SEAFDS vai trabalhar buscando parcerias de políticas públicas com demais órgãos ligados ao setor, a exemplo do MDA, da Empresa Estadual de Pesquisa Agropecuária da Paraíba (Emepa), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural da Paraíba (Emater), Instituto de Terras e Planejamento Agrícola do Estado da Paraíba (Interpa), Empresa Paraibana de Abastecimento e Serviços Agrícolas (Empasa), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), além dos movimentos sociais ligados ao campo.

“Foi uma oportunidade para os agricultores de Sousa e de todo o Vale do Piancó debater assuntos de interesse do homem do campo com as autoridades responsáveis pelas políticas públicas do setor em nosso Estado”, finalizou.