Fale Conosco

22 de junho de 2012

Governo do Estado discute estratégias para ampliação do Proerd



O  Governo do Estado está discutindo estratégias para ampliar o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd). Nesta quinta-feira (21), o secretário executivo chefe da Casa Civil, Lúcio Flávio Vasconcelos, se reuniu com a coordenadora do programa, capitã Ticiana Soares, e a psicóloga do Programa Estadual de Políticas sobre Drogas (PEPD), Ana Cristina Ouro.

O Proerd é desenvolvido pela Polícia Militar e atua de forma efetiva nas escolas, por meio de mensagens lúdicas e práticas de valorização à vida, ressaltando a importância de se manter longe das drogas e da violência. O programa é estruturado em 10 lições, ministradas em 10 semanas por um policial militar fardado que atua como um educador social.

Atualmente o Proerd conta com 74 instrutores que aplicam as técnicas de combate às drogas em instituições públicas e privadas da Paraíba. A intenção é ampliar esse número,  capacitando policiais militares, para que o programa tenha ainda mais abrangência. “O governador tem uma preocupação muito grande com relação ao aumento do consumo de drogas em nosso Estado e nós temos no Proerd uma ação preventiva que dará frutos a médio e longo prazo. Esse programa tem uma capilaridade de ação muito ampla e daremos todo o apoio para que ele atinja de fato as crianças e jovens dos 223 municípios”, afirmou Lúcio Flávio Vasconcelos.

Durante a reunião, a capitã Ticiana Soares explanou sobre a importância do fortalecimento do vínculo entre a Polícia Militar, a escola e a família, enfatizando as parcerias como as maiores responsáveis para o crescimento do programa no combate às drogas. “As parcerias são extremamente necessárias, porque para a PM estar em sala de aula é necessária uma formação e isso demanda custos. Temos ao nosso lado a Secretaria de Educação do Estado, a Secretaria de Segurança e a Casa Civil que estão nos dando um apoio muito grande”, disse.

Ela elogiou ainda a visão da gestão estadual na educação preventiva como algo enriquecedor para a sociedade. “A articulação dessas instituições mostra a preocupação do governo na busca pela pacificação e o crescimento social”, afirmou.

De acordo com a psicóloga Ana Cristina Ouro, a atuação do Proerd é de suma importância no âmbito da prevenção às drogas. “O trabalho desenvolvido pela Polícia Militar com crianças e adolescentes dentro das escolas é essencial para o desenvolvimento de uma sociedade coesa e o PEPD tem a função de se articular com as políticas públicas de combate às drogas nas diversas secretarias de governo. Essa ação tem todo o nosso apoio”, concluiu.

O Programa – O Proerd atua desde 2000 na Paraíba e já formou 80 mil crianças e adolescentes. Em agosto, haverá a formatura de mais 2000 jovens em João Pessoa, 900 em Guarabira e 600 em Sousa. Nesse semestre, a previsão é de 6000 crianças e adolescentes formadas em todo o Estado.

As aulas do Proerd são ministradas uma vez por semana, durante 60 minutos, dentro da própria sala de aula. O professor atua em conjunto com o instrutor durante a explanação de orientações que versam sobre os mais diversos temas, a título de prevenção ao álcool, tabaco, solventes, maconha, bulling, além de trabalhar os valores morais. As atividades são desenvolvidas de forma lúdica, por meio de vídeos, dinâmicas e atividades extraclasse.