Fale Conosco

30 de março de 2013

Governo do Estado desenvolve ações em memória das vítimas de doenças e acidentes de trabalho



O Centro de Referência Estadual de Saúde do Trabalhador  na Paraíba (Cerest-PB), órgão ligado à Secretaria de Estado da Saúde, (SES), elaborou uma programação especial para comemorar o Dia Mundial da Saúde e Segurança no Trabalho e o Dia em Memória das Vítimas de Doenças e Acidentes de Trabalho, 28 de abril.

A programação, que será realizada nos dias  4, 10 e 26 de abril no auditório do Cerest, no bairro de Jaguaribe, em João Pessoa, consta da apresentação de filmes, debates, relatos dos trabalhadores rurais, exposição de fotos e um ato público. O público alvo do evento são representantes de sindicatos, associações e entidades ligadas ao trabalhador rural e trabalhadores em geral.

De acordo com a programação,  no dia 4, às 8h, será exibido o filme  “A Árvore da Marcação”, que conta  a história  dos trabalhadores vitimados no meio rural e, em especial, os que atuam no corte da cana de açúcar, uma das atividades agrícolas onde se registra o maior número de acidentes de trabalho. Em seguida, haverá uma mesa redonda com representantes de várias instituições e órgãos ligados ao trabalhador e uma exposição de fotos do ambiente e do processo de trabalho canavieiro da I Macrorregional de Saúde.

No dia10, apartir das 8h, acontece a reunião da Comissão  Permanente Regional Rural (CPRR) e apresentação dos resultados da análise da  água para consumo humano  dos trabalhadores nas frentes de trabalho do setor canavieiro, uma ação intersetorial da Superintendência do Trabalho e Emprego, Vigilância Ambiental em Saúde do Estado, Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-PB), Federação dos Trabalhadores Agricultores (Fetag-PB), Cerest regional João Pessoa e CPRR/PB.

O principal objetivo deste trabalho foi realizar vigilância da água para consumo humano, através da coleta e análise da água consumida pelos trabalhadores das usinas Tabu, Miriri, Japungu, Monte Alegre, D´Pádua, BioSev (Giasa) e São João.

A programação tem continuidade no dia 26, com ato público no Ponto de Cem Réis. Das 8h às 13h, será montado um stand com oficinas, filmes, palestras e serviços de saúde, além da participação de vários órgãos e entidades voltadas para a saúde do trabalhador.

A diretora geral do Cerest-PB, Celeida Maria de Barros França Soares, explicou que o principal objetivo do Centro é fortalecer a política de saúde do trabalhador no Estado, capacitando a Rede SUS para  identificar, notificar e reabilitar o trabalhador  adoecido na sua atividade produtiva ou que sofreu acidente de trabalho, como também disseminando as ações  em saúde do trabalhador em todos os níveis de atenção à saúde do SUS, além de promover o ambiente e o processo de trabalho saudável. “O serviço é um aliado para melhorar as notificações do SUS. Na Paraíba, são quatro Cerests:  o Estadual e Regional em João Pessoa e mais dois regionais,  em Campina Grande e Patos”.

Acidentes de trabalho – São todos os acidentes  que ocorrem no desenvolvimento do trabalho, no próprio local ou a serviço, no deslocamento entre a casa e o trabalho e  vice versa. “No caso das doenças, estão enfermidade adquiridas ou desencadeadas pelo exercício do trabalho, ocasionando uma perturbação funcional, lesão corporal e\ou alteração psicológica, a curto ou a longo prazo”, explicou a diretora.

Dados – Segundo informações obtidas pelo Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) do Ministério da Saúde, o número de notificações dos agravos relacionados à saúde do trabalhador de notificação compulsória na Paraíba foi de  3.710 casos, no período2007 a 2012. No mesmo período, dados obtidos  pelo Anuário Estatístico da Previdência Social (AEPS)  apontam que o número de acidentes de trabalho registrados no Brasil foi de 3.569.506.