João Pessoa
Feed de Notícias

Governo do Estado debate violência nas escolas da Paraíba

terça-feira, 26 de junho de 2012 - 18:51 - Fotos: 

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação, realizou nesta terça-feira (26), no auditório do Hotel Caiçara, em João Pessoa, o I Seminário Estadual sobre Enfrentamento à Violência nas Escolas, com o objetivo de fortalecer a cultura de paz no ambiente escolar, dado a necessidade de que o enfrentamento à violência na escola requer uma reflexão e discussão sobre suas causas e manifestações, a fim de articular e promover mecanismos e ações que viabilizem este desafio.

O Seminário contou com a participação de mais de trezentas pessoas, entre profissionais da área de educação, como gestores escolares e presidentes de Conselhos Escolares da 1ª Gerência Regional de Educação (GRE), entidades e instituições, autoridades militares e da área da segurança pública, a exemplo do secretário Cláudio Coelho Lima, que ministrou palestra sobre “Ações articuladas de educação e segurança”.

Em seu pronunciamento, o secretário de Educação, Harrison Targino, disse que o momento era de apontar as falhas e compartilhar as iniciativas que deram certo, a exemplo da Patrulha Escolar e o Programa Educacional de Resistência às Drogas e Violência (Proerd). E anunciou a realização de cursos direcionados a gestores, professores e funcionários para capacitá-los no enfrentamento à violência. “Iremos investir em ações de capacitação, cursos específicos de enfrentamento à violência. A escola é um espaço de socialização, devemos descobrir os fatores de violência na sociedade e na escola achar uma solução adequada”, afirmou.

Harrison Targino avaliou que o evento teve um resultado positivo. “Realizamos reflexões acerca das interfaces entre a violência doméstica contra mulheres, a violência contra crianças e adolescentes dentro e fora do ambiente escolar”, comentou.

A programação do seminário abordou medidas que podem melhorar a segurança na escola e fatores externos que propiciam a violência. Um dos palestrantes, o comandante da Polícia Militar, coronel Euller de Assis Chaves, avaliou o evento como positivo e disse que na prática haverá um aperfeiçoamento nas ações da Polícia Militar. “Ações como a Patrulha Escolar Solidária, Polícia Comunitária e o Proerd serão aperfeiçoados e estendidas a todas escolas do estado. Temos que estabelecer soluções, fazer cursos com os membros das escolas e com o apoio da sociedade e com isso fazer que todos sejam integrantes ativos da Polícia Comunitária”, ressaltou.

A diretora do Lyceu Paraibano, Telma Medeiros, que trabalha com mais de dois mil adolescentes do ensino médio,  disse que a relação professor-aluno deve ser construída na base do respeito e diálogo. “Conversar é o melhor meio de evitar a violência dentro do ambiente escolar. As normas precisam ser trabalhadas em sala. No Lyceu temos um livro de ocorrências, nele anotamos todos os fatos ocorridos; pontuando o fato, conversamos com o aluno para que não volte a acontecer. É necessário mostrar ao estudante seus direitos e deveres”, comentou.