João Pessoa
Feed de Notícias

Governo do Estado conclui em abril primeira etapa da Translitorânea

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010 - 17:40 - Fotos: 

O Governo do Estado já executou cerca de 65% das obras do Sistema Adutor Translitorânea e a primeira etapa será concluída até o início de abril. A adutora de 27 quilômetros tem tubos de até mil milímetros de diâmetro e já está a apenas três quilômetros da Estação de Tratamento de Água, localizada nas imediações da BR-101, portanto quase interligada com a bacia hidrográfica do Litoral Sul.

A obra vai assegurar água de qualidade para 1,5 milhão de paraibanos de João Pessoa, Conde, Bayeux, Cabedelo e Santa Rita até 2030. Na Translitorânea estão sendo investidos R$ 125 milhões, recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), e foi projetada ainda na segunda administração do atual governador. É a maior obra hídrica já construída na Paraíba nos últimos 25 anos. O PAC financia 24 obras na Paraíba, sendo 14 em João Pessoa.

O secretário do Meio Ambiente, dos Recursos Hídricos e da Ciência e Tecnologia, Francisco Sarmento, informou que será iniciada agora a construção da Estação de Bombeamento da Translitorânea. O conjunto de motores e bomba pesa cerca de 10 toneladas. Na primeira etapa do projeto a água virá da bacia dos rios Abiaí-Popocas para a bacia do sistema Gramame-Mamuaba.

Barragens – Na segunda etapa do empreendimento, serão construídas mais duas barragens interligadas com a adutora de 27 quilômetros. Será duplicada a capacidade da Estação de Tratamento de Água da Grande João Pessoa, passando de 1.800 litros de água por segundo para 3.600 litros. No futuro, a adutora poderá, se necessário, ser interligada à barragem Acauã, por gravidade até a bacia do Gramame-Mamuaba, mas isso só depois de 25 anos.

Em João Pessoa, serão beneficiados com o sistema adutor 1 milhão e 104 mil pessoas. Em Santa Rita, os beneficiários serão 188 mil habitantes. Já na cidade de Cabedelo terão segurança hídrica 143,9 mil pessoas. Em Bayeux, 110 mil e na cidade do Conde serão beneficiadas com água 26 mil pessoas.

Por etapa – A Translitorânea compreende na primeira etapa a barragem de Alhandra, captação em canal, estação elevatória, adutora de 27 quilômetros, reservatório de acumulação apoiado, duplicação da Estação de Tratamento de Água de Gramame.

A segunda etapa da obra prevê a barragem de Cupissura, captação em canal, estação elevatória, adutora, barragem Abiaí e reservatório de acumulação apoiado. A primeira etapa representa investimento da ordem de R$ 84,2 milhões.

Josélio Carneiro, da Secom