Fale Conosco

13 de agosto de 2011

Governo do Estado começa a recuperar ponte da Batalha na próxima semana



Começam na próxima semana os trabalhos de escoramento da Ponte da Batalha, na PB-004, entre Santa Rita e Cruz do Espírito Santo. A obra, em caráter emergencial, vai recuperar a parte danificada pelas enchentes do Rio Paraíba, depois das fortes chuvas do mês de julho.

A Superintendência do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) confirmou que, além do escoramento metálico, vai construir o acesso à ponte no lado de Cruz do Espírito Santo e a passarela para pedestres, visando permitir a passagem das pessoas em caráter provisório. Toda a área contará com placas de sinalização, alertando motoristas e pedestres para o perigo que representa a ponte, pelo menos até a instalação das estacas de sustentação.

O Estado também iniciará, após o período das chuvas, um trabalho completo de tapa-buraco na PB-004, entre Santa Rita e Cruz do Espírito Santo. Vale salientar que em alguns trechos a pista terá de ser refeita totalmente por conta dos estragos causados pelas chuvas. 

Serra de Areia – Paciência e cuidados redobrados são as recomendações que o DER está fazendo aos motoristas que precisam trafegar na serra de Areia neste final de semana. O trecho está perigoso devido às obras de recuperação da pista, danificada pelas chuvas de julho. Tão logo sejam concluídos os trabalhos, a pista será liberada. Em alguns momentos a pista será interditada para execução desses serviços.

Esta é uma obra complexa que será executada sob a orientação do DER. Placas de sinalização já foram colocadas no local, alertando os usuários do perigo em toda a extensão da rodovia PB-079, trecho entre Alagoa Grande e Areia.

Segundo o diretor do DER, Carlos Pereira, a enorme cratera que se formou no leito da pista vai necessitar de muito material para ser preenchida. “O trabalho será difícil e delicado, exigindo a compreensão dos usuários da rodovia. Caminhões e máquinas vão trabalhar no trecho no transporte de material para recompor o aterro”, explicou.

Desde o início das chuvas, em julho, o DER mantém uma equipe na serra de Areia que trabalha na desobstrução de canaletas e bueiros e na retirada de barro e pedras provenientes dos constantes deslizamentos.