João Pessoa
Feed de Notícias

Governo do Estado assume Lar Menino Jesus de Nazaré temporariamente

quinta-feira, 3 de maio de 2012 - 16:24 - Fotos: 

Foto: Secom-PB

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (Sedh) realizou, nesta quarta-feira (2), reunião com instituições ligadas à causa da criança e adolescente para definir a situação de 38 crianças e adolescentes acolhidos no Abrigo Lar da Criança Jesus de Nazaré, em João Pessoa. A instituição passará por um reordenamento, seguindo o que preconiza o Sistema Único de Assistência Social (Suas) e o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

A secretária da Sedh, Aparecida Ramos, explicou que o trabalho de fortalecimento de vínculos familiares tem que ser feito entendendo a família não apenas no seu núcleo restrito. Segundo ela, o abrigamento deve ser o último recurso e quando acontecer tem que ser algo provisório.

“A Sedh se responsabilizará pelo abrigo Jesus de Nazaré por prazo determinado, ao tempo que estaremos construindo o ordenamento dos serviços de proteção à criança. O que queremos construir em parceria com judiciário, ONG’s, familiares, prefeituras e com toda a rede é o plano de convivência familiar”, explicou.

Convivência familiar – De acordo com a gerente de proteção especial da Sedh, Carmen Meireles, que está acompanhando o processo de reordenamento do Lar Menino Jesus de Nazaré, no momento existem 38 crianças no local.

“Precisamos fortalecer a convivência familiar e comunitária dessas crianças, proporcionando às famílias as visitas que acontecem quinzenalmente, tanto na instituição como na residência delas, potencializando desta forma os vínculos familiares”, ressaltou.

Soma de esforços – Participaram da reunião no gabinete da secretária Cida Ramos, o secretário do Desenvolvimento Social de João Pessoa (Sedes), Lau Siqueira; o coordenador da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça do Estado, juiz Fabiano Moura de Moura, além de representantes da Fundação Estadual da Criança e Adolescente (Fundac) e da Remar (Rede Margarida Pró-Criançar). Os técnicos da Sedh e Sedes também participaram da reunião.