João Pessoa
Feed de Notícias

Governo do Estado apresenta propostas a ministro do Desenvolvimento Agrário

quarta-feira, 4 de abril de 2012 - 09:49 - Fotos:  Secom-PB

Parcelas do programa Garantia Safra poderão ser adiantadas para ajudar agricultores atingidos pelo período de seca. A proposta foi apresentada pelo secretário do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca da Paraíba, Marenilson Batista, durante reunião do Conselho Nacional de Secretários de Agricultura (Conseagri) com os ministros da Agricultura e do Desenvolvimento Agrário.

O seguro Garantia Safra deverá beneficiar pequenos agricultores familiares de cerca de 60 municípios na Paraíba. Os secretários estiveram reunidos com os ministros Mendes Filho (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e Pepe Vargas (Desenvolvimento Agrário). “Precisamos tomar algumas medidas urgentes. Principalmente depois da forte seca que deixou diversos municípios em estado de calamidade”, disse Pepe Vargas.

No encontro realizado em Brasília, os secretários fizeram uma série de solicitações que já haviam sido discutidas no Ministério da Agricultura. Pepe Vargas ouviu o parecer de cada região e o relatório de ações urgentes que foi anunciado pelo secretário de Agricultura da Bahia e também presidente do Conseagri, Eduardo Salles. “Hoje nós temos que ajudar os produtores rurais que perderam tudo com a estiagem, mas não podemos esquecer das medidas de restauração preventivas que também são importantes e podem prevenir grandes prejuízos”, afirma.

“Outra antecipação autorizada pelo ministério foi a entrega de retroescavadeiras aos municípios em estado de calamidade que foram selecionados, mas ainda não tinham recebido o maquinário”, disse o secretário Marenilson Batista. O reforço da alimentação do rebanho que está em áreas do semiárido também foi discutido durante a reunião.

O conselho de secretários deve se reunir em breve para fazer um levantamento concreto de cada reivindicação e das solicitações que foram atendidas. “São questões que dependem também de outros ministérios, mas tudo o que foi tratado hoje será encaminhado às instâncias decisórias”, declarou o ministro do Desenvolvimento Agrário.