Fale Conosco

6 de maio de 2015

Governo do Estado aplica provas do Pisa nas escolas do Estado



O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação (SEE), realiza até o dia 29 de maio a aplicação Programa Internacional de Avaliação de Alunos – Pisa. Na última edição do Pisa, em 2012, a Paraíba atingiu a média mais alta entre os estados do Nordeste, com o coeficiente de 406 pontos (média geral). O Estado que estava na 13ª posição no resultado da edição anterior, em 2009, alcançou o 9º lugar do ranking nacional.

Em parceria com o Inep/Mec/Consuplan,  o Pisa tem o  objetivo de produzir indicadores que contribuam para a discussão da qualidade da educação nos países participantes, de modo a subsidiar políticas de melhoria do ensino básico. A avaliação procura verificar até que ponto as escolas de cada país participante estão preparando seus jovens para exercer o papel de cidadãos na sociedade contemporânea.

O Pisa é aplicado de forma amostral, segundo critérios definidos pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).  É aplicado para alunos na faixa dos 15 anos de idade, matriculados a partir do 8º ano do Ensino Fundamental, faixa etária em que os estudantes completaram a escolaridade obrigatória na maioria dos países,

A estimativa é que aproximadamente 32 mil alunos em 964 escolas do País participem do Pisa este ano. De acordo com a Gerência Operacional de Avaliação (Goa/SEE), na Paraíba, participarão da avaliação 33 unidades escolares, sendo 20 da rede estadual, nove municipais, um federal e três privadas.

Na última edição, em 2012, na disciplina de Leitura, a Paraíba obteve a média de 411, índice superando a média nacional, que foi de 390. Em Matemática a média foi 395 e em Ciências 412 pontos liderando o ranking na Região.  Participaram do Pisa em 2012 no Estado, 33 unidades escolares, sendo 18 estaduais, 9 municipais e 6 privadas. O Programa de Avaliação é realizado com alunos de 15 anos de idade e em 2012 foi aplicado para mais de 510 mil jovens de 65 países. Os 27 Estados brasileiros participaram do exame.

Como funciona a avaliação – Além de observar as competências dos estudantes em Leitura, Matemática e Ciências, o Pisa coleta informações para a elaboração de indicadores contextuais, os quais possibilitam relacionar o desempenho dos alunos a variáveis demográficas, socioeconômicas e educacionais. Essas informações são coletadas por meio da aplicação de questionários específicos para os alunos, para os professores e para as escolas.

Os resultados desse estudo podem ser utilizados pelos governos dos países envolvidos como instrumento de trabalho na definição e refinamento de políticas educativas, procurando tornar mais efetiva à formação dos jovens para a vida futura e para a participação ativa na sociedade.

As avaliações do Pisa acontecem a cada três anos e abrangem três áreas do conhecimento – Leitura, Matemática e Ciências – havendo, a cada edição do programa, maior ênfase em cada uma dessas áreas. Em 2000, o foco foi em Leitura; em 2003, Matemática; e em 2006, Ciências. O Pisa 2009 iniciou um novo ciclo do programa, com o foco novamente sobre o domínio de Leitura; em 2012, e novamente Matemática; e em 2015, Ciências, além da inclusão de novas áreas do conhecimento: Competência Financeira e Resolução Colaborativa de Problemas.

Resultado do Brasil por Área de Conhecimento – 2000, 2003, 2006, 2009 e 2012

Ano

Leitura

Matemática

Ciências

2012

410

391

405

2009

412

386

405

2006

393

370

390

2003

403

356

390

2000

396

334

375

Fonte: OCDE 2012

Resultado da Paraíba por Área de Conhecimento – 2006, 2009 e 2012

Ano

Leitura

Matemática

Ciências

2012

411

395

412

2009

390

376

389

2006

395

355

389

Fonte: OCDE 2012