João Pessoa
Feed de Notícias

Governo do Estado amplia em 280% o número de ambulâncias do Samu

quarta-feira, 25 de abril de 2012 - 08:25 - Fotos:  José Lins/Secom-PB

O Governo do Estado está investindo para aumentar o número de ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Em 2010 havia 41 ambulâncias em funcionamento e até junho próximo serão 156, o que representa aumento de 280%. A quantidade de bases do Samu também aumentou de 16 para 96 (540%).

No ano passado, o Governo investiu R$ 6,915 milhões nesse serviço e prevê para este ano investimento mensal de R$ 3 milhões com a qualificação de pessoal, já que há previsão de aumento de repasses do Ministério da Saúde. Em 2011, além dessa contrapartida, o Estado investiu R$ 659 mil na compra de um sistema de radiocomunicação para otimizar o atendimento.

O coordenador da Rede de Urgência e Emergência da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Walber Frazão, explicou que o Samu é custeado pelo Ministério da Saúde (50%), pelo Governo do Estado (25%) e pelos municípios que possuem bases descentralizadas (local onde ficam as equipes e viaturas) ou Centrais de Regulação Médica de Urgência, que atendem os chamados do 192. Esse último grupo responde pelos 25% restantes.

Outras ambulâncias – Na semana passada, o Governo do Estado entregou 20 ambulâncias, sendo 10 de suporte básico e 10 de suporte avançado. Para compra desses veículos foram investidos R$ 4.367.567,00. As unidades de suporte avançados são dotadas de equipamentos e aparelhos de última geração para o transporte de pacientes em risco de morte.

Já as unidades básicas vão atender a casos mais simples, de primeiros socorros. Os municípios beneficiados com esses veículos foram Cajazeiras, Pombal, Solânea, João Pessoa (Hospital Edson Ramalho e Maternidade Frei Damião), Patos (Hospital Infantil), Santa Luzia, Serraria, Aguiar, Guarabira, Santa Rita (UPA), Taperoá, Monteiro, Piancó, Princesa Isabel, Catolé do Rocha, Itaporanga, Serraria, Itapororoca e Campina Grande.

Em 2011, existiam 12 ambulâncias em funcionamento. Foram alugadas 10 e agora foram adquiridas 20, elevando para 42 veículos que fazem o transporte de pacientes de um município para outro.

Funcionamento – O Samu faz parte da Política Nacional de Urgências e Emergências do Ministério da Saúde desde 2003 e ajuda a organizar o atendimento na rede pública. O socorro é realizado depois de uma chamada gratuita para o telefone 192.

As ligações são atendidas por técnicos da Central de Regulação, que identificam a emergência e, imediatamente, transferem o telefonema para o médico regulador. Esse profissional faz o diagnóstico da situação e inicia o atendimento no mesmo instante.

Ao mesmo tempo, o médico regulador avalia o melhor procedimento a ser adotado: orienta a pessoa a procurar um posto de saúde ou hospital ou designa uma ambulância para o atendimento do paciente. Com poder de autoridade sanitária, o médico regulador comunica a urgência ou emergência aos hospitais públicos e reserva leitos para que o atendimento tenha continuidade.