João Pessoa
Feed de Notícias

Governo do Estado abre programação da Semana de Luta Antimanicomial

terça-feira, 19 de maio de 2015 - 08:56 - Fotos:  Ricardo Puppe

As apresentações do Coral do Conde, da Roda de Samba de Cabedelo e do grupo de capoeira de Cabedelo transformaram a abertura da “V Semana de Luta Antimanicomial” em um momento de alegria para pacientes e autoridades presentes. A ação promovida pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) foi iniciada, nessa segunda-feira (18), no auditório da reitoria da UFPB, no campus de João Pessoa.

Com o tema “O meu lugar é todo lugar”, o evento promoveu debates entre usuários e profissionais de saúde mental, além de reunir familiares dos pacientes. Na ocasião, a secretária Executiva da Saúde do Estado, Maura Sobreira, defendeu que a proposta é proporcionar espaços inclusivos, menos preconceituosos, além de sensibilizar a população sobre o tratamento humanizado.

“Nosso dever e compromisso é fazer a defesa da dignidade e do respeito da pessoa com transtorno mental, fortalecendo a atenção psicossocial do nosso Estado. Não devemos tratar o usuário de forma diferenciada. Essa luta é da gestão, do trabalhador de saúde e do usuário e deve ser expressa em nossas práticas diárias, por meio do respeito, cuidado e zelo”, destacou Maura Sobreira, que ainda informou que o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, pretende abrir leitos de saúde mental nas unidades hospitalares.

A coordenadora da Saúde Mental, Shirlene Queiroz, avaliou que o assunto é pauta prioritária para o Governo do Estado, que entente que o foco é a reforma psiquiátrica brasileira, ampliando o serviço, reforçando a importância do usuário ser inserido na sociedade. “A rede psicossocial é uma rede ampla, que não se resume apenas aos Centros de Atenção Psicossocial [Caps]. Há necessidade de outros serviços, a exemplo de hospitais gerais, consultórios de rua e unidades básicas de saúde atenderem a esses usuários”, pontuou Shirlene.

O diretor do Complexo Psiquiátrico Juliano Moreira, Valter Franco, anunciou que uma praça terapêutica será construída para usuários e familiares na unidade de saúde. “Nosso objetivo é transformar o hospital em uma unidade cada vez mais humana e acolhedora, a exemplo, de um centro de convivência”, disse Valter.

Já o representante da Universidade Federal da Paraíba, professor João Euclides Braga, afirmou que a universidade sempre estará aberta para esse tipo de causa.

A “V Semana Estadual de Luta Antimanicomial” será encerrada no próximo dia 22, às 15h, com uma marcha saindo do Parque Solon de Lucena, em frente ao Procon estadual, até a Praça João Pessoa.

Programação – ACoordenação Estadual de Saúde Mental, da SES, com mais 42 municípios, que oferecem o serviço de saúde mental; residências terapêuticas e unidades de acolhimento, iniciaram as atividades da “V Semana Estadual de Luta Antimanicomial” no dia 6 de maio, com momentos culturais; palestras nos Caps e em escolas; atividades físicas e recreativas com os usuários; oficinas de sensibilização; produção artística; terapia comunitária; caminhadas; rodas de conversas, entre outras ações.