João Pessoa
Feed de Notícias

Governo do Estado abre III Semana Estadual de Doação de Leite Materno

segunda-feira, 18 de maio de 2015 - 17:13 - Fotos: 

O Governo do Estado da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), iniciou nesta segunda-feira (18), na Maternidade Frei Damião, as atividades alusivas à III Semana Estadual de Doação de Leite Materno. Recebendo equipes de saúde da unidade, doadoras e mães dos bebês internos receptores de leite, o evento teve como principal objetivo estimular e salientar a importância da doação, além de homenagear as doadoras pelo ato de solidariedade.

“Esta semana, para nós, está sendo muito importante porque foi uma conquista do nosso governo. Há três anos nós celebramos com esta mobilização e, assim, a sociedade se sensibiliza, consequentemente, mais doadoras se cadastram no nosso programa. Além disso, os homens e as mulheres que ainda não doam leite podem conhecer como funciona nosso serviço”, comentou a diretora do Banco de Leite Anita Cabral, Thaíse Ribeiro.

Ela explicou, ainda, que a escolha da Maternidade Frei Damião como sede para a abertura das atividades da semana é por ser uma unidade referência para o Estado. “Nosso Banco de Leite está alocado do complexo onde fica a Frei Damião. Nossa intenção é abastecer a maternidade – que tem sete leitos de UTI, cuidados intermediários e o projeto bebê canguru – com 100% de leite humano. Para isso, nós precisamos de suporte e quantidade de leite suficiente para a maternidade que consome, em média, 50 litros de leite por mês”, comentou.

Além de mostrar aos presentes a importância da doação do leite materno – com palestras e vídeos explicativos –, homenagear as mães doadoras também esteve em pauta. “É de suma relevância agradecer àquelas que já doam, além de dar um suporte emocional para as mães que estão com seus bebezinhos na UTI e esperam a alta deles ansiosamente”, disse Thaíse. O evento contou, ainda, com a distribuição de lembrancinhas para mães e bebês e um café da manhã em comemoração.

A diretora da Maternidade Frei Damião, Ana Márcia Fernandes, salientou que ações como esta são importantes para mostrar as mães que, além de dar o leite para seus próprios filhos, elas podem ajudar outras famílias e até salvar vidas. “Precisamos sensibilizar as mães sobre a importância de doar leite. Se cada uma doar um pouquinho, podemos suprir a necessidade daqueles que tanto precisam. Nosso objetivo é estimular e captar cada vez mais doadoras”, explicou.

Suênia Danielle tem duas filhas, uma de seis anos e uma de cinco meses. Na primeira gestação, teve alguns contratempos no parto e não pôde amamentar a filha. Na segunda, o excedente lático a tornou doadora. “Doo leite desde fevereiro deste ano. É muito gratificante poder amamentar minha filha e poder dar para ela o leite que, infelizmente, a outra não pôde receber. Ter a chance de ajudar outros bebês que precisam me deixa ainda mais feliz”, disse.

 

A III Semana Estadual de Doação de Leite materno segue com programação até a próxima sexta-feira (22):

- Dia 20/05 (quarta-feira)

Visita a instituições superiores de ensino em Enfermagem, em alusão a Semana da Enfermagem, para divulgação da campanha de doação de leite materno e discussão de formas como os profissionais de enfermagem podem contribuir com essa política

- Dia 21/05 (quinta-feira)

Visita às Unidades de Saúde da Família de Bayeux, Cabedelo e Santa Rita e participação nos grupos de gestantes para divulgação da campanha de doação de leite materno e captação de doadoras durante o evento

- Dia 22/05 (sexta-feira)

Encerramento das atividades, às 9h, no Mercado Central, onde haverá uma mobilização com distribuição de panfletos, orientações e captação de doadoras com distribuição de kits. A ação será em parceria entre os Bancos de Leite Anita Cabral e Drª Zilda Anrs, do Instituo Cândida Vargas

O Banco de Leite Josefa Garcia Rolim, da Maternidade Deodato Cartaxo, em Cajazeiras, e os postos de coleta de Sousa e Santa Luzia também promoverão diversas ações, a exemplo de palestras para as mães e estudantes do Curso Técnico em Enfermagem e blitz do aleitamento materno, promovendo as ações de aleitamento e doação nos principais pontos da cidade.

O resultado de a Paraíba ser o estado com a maior rede de coleta de leite materno do Nordeste está no aumento da coleta. Em 2010, foram coletados 4.700 litros e em 2014 aumentou para 7.000 litros, além do número de crianças beneficiadas que passou de cinco mil para 11 mil. Ainda teve um acréscimo na quantidade de doadoras, de 4.500 mil para 6.500 mil.

Com todo este investimento, a Paraíba conseguiu reduzir a mortalidade infantil em 80,44%, segundo dados do IBGE divulgados em 2013, cumprindo, assim, o quarto dos oito Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, da Organização das Nações Unidas (ONU).

Doação – Para ser doadora basta a mulher estar amamentando, ser saudável e ter produção de leite maior que a necessidade do seu bebê. Para doar é só procurar uma das unidades distribuídas em todo o estado. Os contatos estão no portal do Governo.

O Banco de Leite Anita Cabral, que funciona na Maternidade Frei Damião, na capital, fornece suporte técnico para toda rede, que beneficiou, em 2014, cerca de 160 mil mães e bebês em todo o Estado.

O leite doado é processado e analisado pelo laboratório do Anita Cabral, certificado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o qual garante a inativação dos protozoários, vírus, fungos e bactérias patogênicas, oferecendo ainda a informação de todas as características físico-químicas, tais como grau de acidez, quantidade de gordura e maturidade do produto. Isso garante que cada receptor atendido receba o leite específico para seu quadro clínico.

Posto de coleta – No próximo dia 25, às 10 h, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) inaugura o posto de coleta de leite materno do Hospital Geral de Mamanguape (HGM). Com isso, a Paraíba passa a ter a maior rede de coleta do Nordeste, com 19 postos e seis bancos de leite, espalhados por todo estado.

A meta do posto do HGM é prestar serviço humanizado em promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno a mais de 100 mil pessoas dos 12 municípios do Vale do Mamanguape (Mamanguape, Baía da Traição, Jacarau, Marcação, Rio Tinto, Itapororoca, Duas Estradas, Pedro Régis, Cuité de Mamanguape, Mataraca, Curral de Cima e Capim). A expectativa é captar doadoras e coletar, em média, 40 litros de leite por mês.