Fale Conosco

17 de novembro de 2011

Governo do Estado abre curso de especialização para gestores da saúde



Cem gestores do sistema estadual de saúde pública e 150 apoiadores matriciais farão, durante um ano e meio, o curso de “Especialização em Política e Gestão do Cuidado com ênfase no Apoio Matricial”, que se destinada à promoção da melhoria do atendimentos nos serviços do Sistema Único de Saúde (SUS) no Estado da Paraíba. A abertura oficial ocorreu nesta quinta-feira (17), no auditório da Faculdade de Ciências Médicas (FCM), no centro de João Pessoa.

O curso resulta de uma parceria entre o Governo do Estado e a Universidade Federal da Paraíba, com apoio da FCM. Os alunos são 100 gestores das Gerências Regionais de Saúde e 150 apoiadores matriciais vinculados ao Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf) e ao apoio técnico do SUS do município de João Pessoa.

O objetivo é capacitar os profissionais que trabalham no SUS a fim de melhorar o acesso da população aos serviços de saúde, qualificando a atenção prestada e a gestão do cuidado. “Esta especialização cria as perspectivas de produzir mais organização de rede, define critérios e parâmetros para implantação de novos serviços e identifica as necessidades regionais, a partir das demandas dos usuários do SUS nos 223 municípios paraibanos”, disse o secretário de Estado da Saúde, Waldson de Sousa.

Para a presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems) e secretária de Saúde de João Pessoa, Roseana Meira, o curso é a demonstração do compromisso dos governos estadual e municipais com o SUS, focado no cuidado e no usuário. “Quanto mais a equipe gestora tiver capacidade para condução dos processos, mais vamos ter avanços no SUS”, afirmou.

A diretora do Centro de Ciências da Saúde (CCS), da UFPB, Margareth Melo Diniz, enfatizou a importância da parceria. “A universidade se sente honrada pela oportunidade de ajudar na saúde dos paraibanos”, disse.

O curso é semipresencial, com 360 horas. As atividades curriculares serão realizadas ao longo de 16 meses, com encontros presenciais, em média, a cada 15 dias. Serão realizadas atividades práticas em situação real, aplicando o conteúdo teórico do curso. Para isso será usado um ambiente virtual de aprendizagem.