João Pessoa
Feed de Notícias

950 policiais e bombeiros garantem segurança no Muriçocas do Miramar

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014 - 15:30 - Fotos:  Wagner Varela

O Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social, vai disponibilizar 950 policiais e bombeiros para garantir a segurança dos foliões do bloco Muriçocas do Miramar, que desfila nesta quarta-feira (26), em João Pessoa.

O efetivo será composto por 600 policiais militares, 200 policiais civis e 150 bombeiros. O planejamento de segurança conta com câmeras de vídeo monitoramento, pontos e plataformas de observação policial, viaturas do Corpo de Bombeiros espalhadas no percurso e ‘motos resgate’ nas praias. Dez delegacias estarão abertas para receber as ocorrências.

De acordo com o comandante do Policiamento Regional Metropolitano, coronel Jeferson Pereira, o policiamento não prejudicará as rondas normais dos bairros. “Nos bairros as viaturas estarão atuando de forma normal, intensificando as abordagens a suspeitos, tanto na ida para os blocos quanto na volta, com o objetivo de garantir a segurança também nessas localidades”, destacou.

O comandante informou ainda que uma base de monitoramento móvel foi instalada próximo ao Busto de Tamandaré com quatro câmeras para acompanhar todo o movimento dos foliões. Além disso, haverá polícias à paisana circulando entre o público para identificar suspeitos e, na areia, estarão atuando policiais da cavalaria.

Delegacias – Uma base móvel da Polícia Civil foi instalada para encaminhar os casos para dez delegacias: 10ª Delegacia Distrital, aberta em caráter extraordinário em Tambaú para atender as ocorrências do bloco, e em regime normal, a 12ª DD, em Manaíra, a 9ª DD, em Mangabeira, e as delegacias especializadas de roubos e furtos, roubos e furtos de veículos, repressão a entorpecentes, homicídios, da infância e juventude e a da mulher.

Balanço – Quarenta pessoas já foram detidas desde a última quinta-feira (20) na prévia carnavalesca da Capital. A secretaria de Estado da Segurança e Defesa Social empregou um efetivo de dois mil policiais para garantir a segurança dos foliões nos shows e blocos das prévias carnavalescas de João Pessoa. As prisões e apreensões na sua maioria foram por roubo, furto, agressão física, posse de entorpecentes e desacato.