Fale Conosco

4 de novembro de 2013

Governo discute recuperação do rebanho leiteiro de São José de Espinharas



O Governo do Estado desenvolve ações para recuperação do rebanho leiteiro no município de São José de Espinharas. Na ação conjunta, executada pela Emater Paraíba e a Prefeitura Municipal, foi realizado, na semana passada, um encontro para discutir as estratégias. Também foram realizadas oficinas com 34 participantes, sendo 22 agricultores produtores de queijo. Estiveram presentes sete técnicos, sendo extensionistas sociais da região de Patos, assessores regionais e extensionistas rurais.

O evento aconteceu na queijeira de Luiz Nilo, no Sítio Ferrão, em São José de Espinharas, onde há a fabricação de queijo de manteiga (produção 200 kg por semana) e manteiga de garrafa, com parceria da Prefeitura Municipal de São José de Espinharas, por meio do prefeito Renê Caroca.

O evento teve como palestrantes Tatiana Asahi, extensionista social, que falou sobre o tema Marketing da Embalagem e do Rótulo; Aline Lima abordou o tema Boas Práticas de Fabricação. Já Milena Áquila, inspetora da Vigilância Sanitária de Patos – Serviço de Inspeção Municipal – SIM, comentou sobre o “SIM” e estrutura padrão das agroindústrias de queijo.

Participaram dos debates, o secretário Municipal de Agricultura, engenheiro agrônomo Allan Bergman; a coordenadora de Vigilância Sanitária Municipal, Aline Lima; além do vereador Paulo Camilo; do coordenador da Vigilância Sanitária de Patos, Petrônio Gouveia.

Rebanho – O município de São José de Espinharas, segundo dados do escritório local da Emater, possui 337 criadores com aproximadamente doze mil cabeças de gado, com a produção de 5.600 kg de queijo de manteiga e 2.000 kg queijo de coalho por mês. São 48 famílias que trabalham na produção de queijo e outros produtos derivados do leite, como manteiga de garrafa, nata, queijo de coalho e queijo de manteiga.

Com a orientação da Emater, os criadores conseguiram manter seus rebanhos durante a estiagem do ano passado, com a produção de silo, feno, pasto nativo e milho comercializado pela Conab.