João Pessoa
Feed de Notícias

Governo discute programação cultural do Fórum de Governança da Internet

quarta-feira, 7 de outubro de 2015 - 16:50 - Fotos: 

Representantes de secretarias e órgãos do Governo do Estado, a exemplo da Secretaria da Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente e Tecnologia, se reuniram, na manhã desta quarta-feira (7), na sede do Departamento de Estrada de Rodagem (DER), em João Pessoa, para discutir a programação cultural durante a 10ª Edição do Fórum de Governança da Internet (IGF), que ocorrerá de 9 a 13 de novembro no Centro de Convenções, também na Capital. Além do evento promovido pela Organização das Nações Unidas (ONU), ocorrerão alguns eventos paralelos, como networks.

O secretário de Estado da Cultura, Lau Siqueira, disse que toda a programação será definida para representar a Paraíba. “É uma programação em que vamos mostrar o que temos de melhor. A parte cultural, que integra o IGF, tem como objetivo dinamizar ainda mais esse evento, uma vez que vão ocorrer outros eventos paralelos. A Paraíba tem o privilégio de sediar um evento desejado por muitos estados e países, e temos que fazer o nosso melhor. Tenho certeza de que o Estado está preparado para alcançar esse objetivo”, disse.

A secretaria executiva de Ciência e Tecnologia, Francilene Procópio, destacou a importância do planejamento para o evento na área cultural. “Além de mostrarmos a nossa identidade através da cultura, essas apresentações demandam toda uma logística, como cadastramento dos artistas, de forma a atender às normas da ONU. Estamos preparados para cumprir todos os requisitos de um evento grandioso, que é o IGF. Por isso, estamos dando toda a atenção a detalhes que vão da segurança – naquilo que compete ao Governo do Estado – à parte cultural”, afirmou.

O presidente da Fundação de Apoio à Pesquisa da Paraíba (Fapesq), um dos órgãos diretamente envolvidos com a logística do evento, Cláudio Furtado, destacou o empenho do Governo do Estado no planejamento do Fórum de Governança da Internet. “A determinação é que todos os órgãos envolvidos estejam atentos a todos os detalhes. Com a parte cultural do evento não seria diferente. Temos certeza de que será um marco para a Paraíba a realização do IGF, até porque iremos discutir a inclusão da internet para o próximo um bilhão de habitantes, além de outros temas que estão em discussão em todo o mundo”, destacou.

A presidente da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur), Ruth Avelino, afirmou que a realização do Fórum de Governança da Internet é uma oportunidade muito importante para a divulgação das potencialidades turísticas do Estado. “A cultura é algo muito representativo para qualquer estado. Então, com as apresentações culturais que estão sendo definidas, mostraremos a Paraíba, o que fará com que o trade turístico colha excelentes resultados com o IGF. Além da programação oficial, que ocorrerá no Centro de Convenções, que já é um cartão postal, haverá eventos paralelos, que precisam contar com apresentações culturais”, pontuou.

IGF - O Fórum de Governança da Internet é um fórum multissetorial, democrático e transparente, que viabiliza debates sobre questões de políticas públicas relativas a elementos importantes da governança da Internet. O IGF fornece uma plataforma facilitadora para discussões entre todos os setores do ecossistema de governança da Internet, incluindo as entidades credenciadas pela Cúpula Mundial sobre a Sociedade da Informação (CMSI), bem como outras instituições e indivíduos com especialidade comprovada e experiência em assuntos relacionados à governança da Internet.

O Fórum Mundial vai discutir a segurança na internet. Serão mais de 100 workshops temáticos. A expectativa é de um público de mais de 1,8 mil participantes, entre autoridades e representantes de países e estados, além de pesquisadores e interessados no tema, que virão de várias partes do mundo. O secretário geral da ONU, Ban Ki-Moon, confirmou presença no evento.

A escolha da Paraíba – Os organizadores do CGI afirmam que esse conhecimento e novas políticas tiradas a partir do evento de João Pessoa serão disseminadas em todo o mundo. O Fórum foi criado pela Organização das Nações Unidas no ano de 2006, pelo então secretário-geral, Kofi Annan, e vem sendo realizado anualmente em vários países. Essa é a segunda vez que o evento acontece no Brasil. A primeira foi em 2007, no Rio de Janeiro.

Segundo o secretário executivo do Comitê Gestor da Internet no Brasil, Hartmut Glaser, João Pessoa foi escolhida pela necessidade do evento ser fora do eixo Rio-São Paulo-Brasília e pelo fato da Paraíba ter um Centro de Convenções de alto nível, onde já foram realizados grandes eventos, como Canadá 3.0 e a RoboCup.