Fale Conosco

18 de março de 2014

Governo discute produção de algodão colorido com agricultores de Gurinhém



A revitalização do algodão colorido agroecológico, no município de Gurinhém, está sendo discutida pelo Governo do Estado, por meio da Emater Paraíba e Embrapa Algodão, com agricultores familiares interessados na retomada da cultura. Na semana passada, aconteceu a primeira reunião entre os técnicos e os produtores rurais, ficando marcado novo encontro para definir um cronograma de plantio e comercialização.

Na reunião com os agricultores familiares, foram repassadas pelos engenheiros agrônomos José Joacy da Emater Paraíba e Dalfran Gonçalves da Embrapa, orientações técnicas e tratos culturais relacionados ao plantio do algodão colorido, que pode ser feito em consórcio com outras culturas como gergelim, milho e feijão.

Aos agricultores interessados, foi informado que o período ideal para começar o plantio é o mês de maio, diminuindo assim o espaço em que as pragas agem na cultura. O assessor técnico regional, Ricardo Farias, destacou a importância de se fazer o cultivo agroecológico.

O que anima os agricultores é justamente a certeza de comercialização com preço mínimo garantindo que, no momento, tem uma proposta de R$ 3,30 por quilo, no caroço livre de frete e com direito a sacaria, o que será garantido a partir de um contrato de compra, a ser assinado com empresa que se responsabilizará pela aquisição de toda a produção.

Nesse intercâmbio, os agricultores conheceram o trabalhos desenvolvidos pelos agricultores do Assentamento Margarida Maria Alves, em Juarez Távora, e ouviram relatos da experiência de quem já trabalha com o plantio de algodão. No dia 15 de abril, novo encontro definirá o cronograma de atividades entre a Emater Paraíba, Embrapa Algodão e os agricultores familiares.