Fale Conosco

2 de outubro de 2015

Governo discute crise hídrica na Câmara Municipal de Campina Grande



O Governo do Estado participou, nesta sexta-feira (2), de uma audiência pública na Câmara Municipal de Campina Grande para discutir a crise hídrica na Paraíba. Durante o evento, o presidente de Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), João Fernandes, apresentou a situação dos açudes paraibanos e ações que estão sendo realizadas para minimizar os efeitos da estiagem.

A situação do reservatório Epitácio Pessoa foi um dos assuntos discutidos. O reservatório localizado na cidade de Boqueirão, que abastece Campina Grande e mais 18 municípios, está com 15% de sua capacidade, o que equivale a 62 milhões de metros cúbicos. “Interrompemos o uso da água para irrigação e, juntamente com a Cagepa, diminuímos a vazão que era retirada para abastecimento. As projeções feitas pelos engenheiros da Aesa indicam que, mesmo que não haja nenhuma recarga das chuvas, em janeiro de 2016 o açude Boqueirão ainda terá mais de 20 milhões de metros cúbicos. Estamos gerindo esta água da melhor maneira possível para garantir o abastecimento de Campina e região.”, informou João Fernandes.

O presidente da Aesa também destacou a força da estiagem nos últimos anos. Segundo ele, desde 2011 as chuvas estão abaixo da média na Paraíba. “Estamos cientes da gravidade do problema e estamos trabalhando para ajudar o povo. O Governo do Estado entrega nesta sexta-feira a primeira Unidade Simples de Dessalinização de Água do Programa Água Doce, em Serra Branca. Além disto, está sendo assinada a ordem de serviço para construção de mais 280 barragens subterrâneas, com um investimento de aproximadamente R$ 3,2 milhões”, acrescentou.

Quem também participou da audiência pública foi o secretário executivo do Ministério da Integração Nacional, Carlos Vieira. Ele disse que a conclusão do eixo leste da Transposição do rio São Francisco está prevista para o janeiro de 2017. “As águas do São Francisco podem até chegar um pouco antes na Paraíba, talvez em dezembro de 2016. Até lá o Governo Federal vai ajudar o Estado com diversos projetos para minimizar os efeitos causados pela estiagem”, observou.

A audiência pública realizada na Câmara Municipal de Campina Grande foi proposta pela Assembleia Legislativa do Estado e presidida pela deputada Daniela Ribeiro. Também participaram do evento, o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues; o presidente da Fiep, Francisco Buega Gadelha; o presidente da Frente Parlamentar da Água, deputado Buba Germano;  diretores da Cagepa e Aesa e vereadores de Campina Grande e Boqueirão.