João Pessoa
Feed de Notícias

Governo deve ativar hemodiálise de Guarabira e Cajazeiras em março

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010 - 14:59 - Fotos: 

O Governo do Estado deve colocar em funcionamento os serviços de hemodiálise dos municípios de Guarabira, no Brejo, e Cajazeiras, Sertão paraibano, a partir do próximo mês. A previsão foi feita pelo secretário estadual da Saúde, José Maria de França, que está inspecionando essas e outras obras no Estado, esta semana. Este ano, ainda deverá ser implantado o centro de hemodiálise de Monteiro, no Cariri paraibano. Com estes novos serviços, os doentes renais crônicos – que precisam de até três sessões de hemodiálise por semana, com duração média de cinco horas, cada uma – terão tratamento assegurado em todas as regiões da Paraíba.

“Deixamos a hemodiálise de Guarabira funcionando em 2002, mas, infelizmente, encontramos o serviço desativado e o prédio com infiltrações e outros problemas estruturais. Fizemos a reforma e esperamos reativar o serviço na primeira quinzena de março. Já em Cajazeiras, deixamos as instalações prontas em 2002, mas o local foi destinado a um Samu, que nunca funcionou. Quando assumimos em 2009, foi preciso desfazer a ‘gambiarra’ para adequar o prédio novamente para a hemodiálise. É difícil aceitar como um serviço essencial como esse pode sofrer tanto descaso”, disse José Maria.

Os serviços de hemodiálise, implantados pela Secretaria de Estado da Saúde, funcionam de forma terceirizada. Em Cajazeiras, a assistência será prestada pelo Hospital Santa Terezinha, que já presta o serviço no município de Sousa. Em Guarabira, o serviço será prestado pelo Nefruza, que já é responsável pela manutenção do centro de hemodiálise de Patos.

Atualmente, os doentes crônicos de Guarabira e região precisam se deslocar para João Pessoa em busca de tratamento, ficando longe de suas famílias e correndo riscos desnecessários nas viagens. Em situação semelhante estão os renais que moram em Cajazeiras e municípios vizinhos, que precisam se deslocar a Sousa ou Patos. 

No ano passado, a SES ampliou o serviço de hemodiálise de Patos, que integra o Complexo Janduhy Carneiro. Foi construída uma nova sala para comportar mais cinco máquinas adquiridas, somando o total de 20 máquinas de hemodiálise, atendendo até 60 pessoas por dia. No local, também foi implantada uma nova unidade de tratamento de água, usada durante o processo de hemodiálise, garantindo mais segurança para os pacientes renais.

Visitas – O secretário José Maria de França inspecionou as obras da hemodiálise de Guarabira, no Brejo paraibano, na última quarta-feira. Na manhã desta quinta-feira (4), ele seguiu para o Sertão, para visitar as obras de conclusão da hemodíalise de Cajazeiras; do Hospital Senador Ruy Carneiro, em Pombal, e da Maternidade Peregrino Fraga, em Patos, que foram iniciadas no ano passado. 

O Governo do Estado está investindo quase R$ 15 milhões no Hospital de Pombal, sendo R$ 8,9 milhões em equipamentos e R$ 5,7 milhões nas instalações físicas. Na Maternidade de Patos serão investidos mais de R$ 14,2 milhões. Hoje, a maternidade não atende gestantes de alto risco, porque não possui unidade de terapia intensiva. Além de concluir a reforma e ampliação do prédio, serão implantadas duas UTIs, uma neonatal e outra materna.

Assessoria de Imprensa da SES-PB