Fale Conosco

27 de junho de 2013

Governo descentraliza crédito de R$ 3,9 milhões para obras do Centro de Oncologia de Patos



 O Governo do Estado, por meio de uma portaria conjunta das Secretarias de Estado da Saúde (SES) e de Planejamento e Gestão, autorizou a descentralização em favor da Superintendência de Obras do Plano de Desenvolvimento do Estado da Paraíba (Suplan), do crédito orçamentário no valor de R$ 3.970.095,19 para a construção de uma Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon), no município de Patos. A portaria nº 163, publicada no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (27), é assinada pelos secretários Gustavo Nogueira (Planejamento e Gestão) e Waldson Souza (Saúde) e marca o início do processo de licitação para a construção da Unidade.

Serão investidos cerca de R$ 6 milhões no Centro de Oncologia numa parceria entre os Governos Estadual e Federal, incluindo aí os recursos destinados à aquisição dos equipamentos. A unidade terá 10 poltronas para atendimento na área de quimioterapia, uma sala de atendimento emergencial com dois leitos e dois consultórios de oncologia. Cerca de 1 milhão de habitantes serão beneficiados.

O Instituto Nacional do Câncer (Inca) fez um estudo e a Secretaria de Saúde do Estado trabalha na elaboração do perfil do Centro de Oncologia de Patos para se definir a qualificação e número de profissionais que atuarão na futura unidade de saúde. Inicialmente, o Centro vai realizar tratamento com quimioterapia. A previsão é de que no prazo de dois anos, após o início de seu funcionamento, também seja implantada a radioterapia.

A construção do Centro será possível graças a uma parceria do Governo da Paraíba com o Ministério da Saúde, a partir de prioridades definidas pelo governo paraibano. A unidade vai contribuir com a implantação da Rede de Atenção em Oncologia do Estado, permitindo a realização do diagnóstico, tratamento e reabilitação,  e  com isso  o paciente não precisará se dirigir a Campina Grande ou João Pessoa, onde se encontram atualmente os dois únicos centros de oncologia conveniados com o SUS.