João Pessoa
Feed de Notícias

Governo da Paraíba recebe prêmio pelo Cidade Madura e casas com energia solar fotovoltaica

segunda-feira, 29 de junho de 2015 - 13:10 - Fotos:  Secom-PB

O Governo do Estado, por meio da Companhia Estadual de Habitação Popular (Cehap), receberá o Prêmio Selo de Mérito 2015, na próxima quinta-feira (2), na cidade de Campinas, em São Paulo. A premiação foi conquistada pelos projetos Energia Solar Fotovoltaica e Cidade Madura, que venceram nas categorias “Projetos de Impacto Regional” e “Projetos Focados no Atendimento de Grupos Específicos”, respectivamente. A Paraíba concorreu com mais de 20 projetos inscritos em todo o País. A premiação será concedida pela Associação Brasileira de Cohabs e Agentes Públicos de Habitação (ABC) e pelo Fórum Nacional de Secretários de Habitação e Desenvolvimento Urbano (FNSHDU).

A arquiteta Cecília Parlato, assessora técnica da ABC, afirmou que a Paraíba conquistou dois prêmios Selo de Mérito 2015 por ter desenvolvido projetos que contemplaram dois pontos importantes da habitação de interesse social. “A Paraíba venceu duas vezes a nossa premiação pelo fato de o Cidade Madura ter se preocupado com o bem-estar de nossos idosos. Já o Energia Solar Fotovoltaica teve como marca a questão da sustentabilidade, com a utilização mais proveitosa da energia solar, que antes só era usada para aquecer a água”, destacou.

Para a presidente da Cehap, Emília Correia Lima, a premiação é um exemplo do pioneirismo adotado nos projetos do Governo do Estado. “Esse reconhecimento mostra que estamos construindo uma responsabilidade à frente do nosso tempo, com novos paradigmas”, disse, lembrando que a Cehap também será homenageada pelos 50 anos de atuação no Estado.

O engenheiro eletricista da Cehap, Diego Perazzo, um dos responsáveis pelo desenvolvimento do Projeto Energia Solar Fotovoltaica, disse que as expectativas são as melhores para a premiação de quinta-feira. “Primeiro, é um reconhecimento de órgãos importantes de que estamos desenvolvendo uma habitação social responsável, que atende aos novos anseios da sociedade, sobretudo na questão da sustentabilidade. Segundo, é muito gratificante desenvolver projetos que são exemplos, que podem ajudar a melhorar as condições de vida de outras partes do Brasil por meio da replicação”, afirmou.

Evento – A premiação e a exposição dos projetos ocorrem a partir desta terça-feira (30), na cidade de Campinas, São Paulo, até a próxima quinta-feira (2). O evento faz parte do 62º Fórum Nacional de Habitação de Interesse Social promovido pela ABC e pelo FNSHDU.

Os projetos foram julgados por representantes do Ministério da Cidades, Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) e da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo de Brasília (UnB). A premiação contemplou dez dos mais de 20 projetos inscritos.

Cidade Madura –A gerente de fiscalização de obras da Cehap, Thais Christine Silva dos Santos, informa que o Cidade Madura foi um projeto pioneiro no Brasil, pensado pelo Governo do Estado ainda na primeira gestão do governador Ricardo Coutinho. “Foi um pioneirismo na gestão pública de habitação voltada ao idoso”, afirmou a gerente.

A elaboração do projeto foi feita em 2011 e a obra foi iniciada em 2013, em João Pessoa, com inauguração em julho de 2014. Em Campina Grande, outro projeto do Cidade Madura foi inaugurado recentemente, em maio deste ano.

Energia Solar –O uso da energia solar fotovoltaica começou como um projeto piloto da Cehap, que o implantou em casas populares no bairro de Mangabeira, na Capital. Com isso, as famílias residentes conseguiram até 70% de redução do consumo médio de energia elétrica.

Em maio de 2015, o Governo do Estado lançou o manual “Construção Consciente”, que fixa diretrizes para a utilização de tecnologias sustentáveis para a habitação de interesse social no Estado. O engenheiro eletricista da Cehap, Diego Perazzo, informou que estudos para o projeto de Energia Solar Fotovoltaica datam de 2011, quando a Companhia avaliou o Plano de Habitação do Programa “Minha Casa, Minha Vida II”.