Fale Conosco

3 de outubro de 2015

Governo do Estado intensifica apoio aos jovens rurais da Paraíba



A concepção e implantação de um projeto produtivo no litoral da Paraíba com a participação da juventude rural deve se tornar projeto piloto para o segmento, conforme entendimentos do Governo do Estado por meio do Cooperar e da secretaria executiva da Juventude Esporte e Lazer (Sejel). O assunto foi discutido, nessa sexta-feira (2), na sede do órgão na Estrada de Cabedelo e é uma resposta aos pleitos surgidos nas 15 conferências estaduais organizadas pela pasta esse ano, que reivindica o acesso ao crédito para a execução de projetos visando à geração de emprego e renda.

A Sejel também solicitou a abertura de um canal de diálogo com os Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS’s) no sentido de garantir a participação dos jovens na tomada de decisões desses colegiados, a fim de acessarem os recursos que serão provenientes do próximo acordo de empréstimo com o Banco Mundial através do PB Rural Sustentável.

O Cooperar esclareceu que para ter acesso aos recursos, o primeiro passo a ser dado pelos jovens rurais e demais beneficiários é se organizarem em entidades associativas, por isso, é preciso estimularem a fim de que participem destas organizações. Para desenvolver o projeto piloto no litoral, a secretaria executiva da Sejel vai mobilizar dois dos oito comitês formados durante as conferências que têm representantes do segmento por região para elegerem o projeto mais viável, levando-se em consideração o potencial produtivo da localidade.

A Sejel também pediu ao Cooperar a colaboração na organização de uma conferência ainda, neste segundo semestre do ano, como também na realização de formação de 104 delegações que antecederá a conferência que terá uma programação de dois dias.

O secretário executivo do Cooperar, Roberto Vital, ressaltou que o projeto produtivo no Litoral poderá se tornar uma aliança produtiva e faz parte do componente  a ser financiado pelo PB Rural Sustentável por meio do órgão  e é direcionado aos produtores individuais e associações com o objetivo de alcançar as especificações do mercado (quantidade, qualidade, entrega), pré-estabelecidas nos acordos de comercialização.

A secretária executiva da Juventude, Priscilla Gomes, ao avaliar a reunião destacou a importância de manter contato com os demais órgãos do Governo do Estado, principalmente, na atual fase quando saíram de um processo de diálogo com os jovens nas conferências e agora já obtém na prática as primeiras respostas da gestão aos questionamentos feitos nos encontros. “Mesmo tendo sido criada recentemente, a Sejel já conseguiu dialogar e criar uma rede com todas as pastas do Governo a fim de inserir programas e políticas públicas que possam atender ao segmento”, lembrou.

Participaram da reunião, além dos gestores das duas instituições, os técnicos do Cooperar  Fátima Domiciano, Sandra Macedo e Francisco de Assis Melo, e ainda Neto Barbosa, gerente executivo da Sejel.