João Pessoa
Feed de Notícias

Cooperativa de catadores em Itabaiana recebe galpão, equipamentos e veículo

sábado, 3 de maio de 2014 - 10:08 - Fotos:  Roberto Guedes/Secom-PB

O Governo do Estado, por meio do Projeto Cooperar, entregou, na tarde desta sexta-feira (2), equipamentos e um galpão que vão beneficiar 82 famílias de catadores que vivem da coleta de lixo na cidade de Itabaiana. No subprojeto de reciclagem de resíduos sólidos da cidade foram investidos recursos através do Governo e Banco Mundial na ordem de R$ 382,2 mil. O equipamento entregue à Cooperativa dos Catadores de Material Reciclável de Itabaiana (Itamare), além de promover a sustentabilidade da região, vai proporcionar renda para o sustento dos catadores.

O governador Ricardo Coutinho falou como o equipamento será significativo para a melhoria da qualidade de vida dos catadores, ressaltando o trabalho social que a população precisa ter separando o lixo orgânico do não orgânico. “Esse é um investimento fundamental em sustentabilidade, é você ter a capacidade de reutilizar para que o mundo gaste menos os seus recursos naturais. A parceria governo estadual e municipal foi fundamental para que hoje esta obra fosse entregue. Agora, precisamos mudar a mentalidades para dividir o lixo e ajudar a vida dos catadores que trabalham nessa cooperativa”, afirmou o governador.

Para o prefeito de Itabaiana, Antônio Carlos, essa obra vai mexer com a vida não só dos catadores, mas de toda a população da cidade. “Esta é uma ação conjunta com o Governo do Estado, graças a isso foi possível trazer um bem comum a quem verdadeiramente precisa e ainda oferecer dignidade para as famílias catadoras”, ressaltou o gestor.

A catadora de resíduo de Itabaiana, Djanir da Silva, que trabalha na atividade há 12 anos, lembra que antes vivia em situações desumanas, não tendo como manipular fezes humanas e animais mortos para separar o lixo. Agora, com a unidade de beneficiamento de resíduos, espera faturar bem mais do que ganhava de forma mais digna e sem riscos à saúde. “Esperamos que tudo vá melhorar por aqui. Pra começar, vamos trabalhar com as luvas e outros materiais, isso vai melhorar até na nossa saúde, pois muita gente aqui pegou germe nas mãos e pés”, frisou a catadora.

Para o coordenador do Projeto Cooperar, Roberto Vital, a unidade de beneficiamento de resíduos sólidos em Itabaiana representa o apoio logístico e operacional do Governo do Estado para um grupo social e historicamente invisível, assegurando-lhe dignidade e perspectivas para os negócios da cadeia produtiva dos recicláveis. “Este projeto é uma ação de governo em benefício das populações mais vulneráveis. Potencializamos as condições para melhorar a qualidade de vida dos que mais precisam”, destacou o gestor.

O lixão de Itabaiana já mudou para cinco lugares, mas isso não afastou o jovem de 33 anos, Lourival Joaquim Santana, que começou cedo na atividade, aos 7 anos. “Há muito tempo que a gente vem correndo atrás dessa obra. Antes, a gente tinha que comer a comida ali mesmo ao lado de dejetos e outros materiais que eram jogados fora. Com o galpão, vai mudar muita coisa por aqui”, afirmou.

Sobre a unidade – Itabaiana é um dos três municípios paraibanos contemplados com projetos de reciclagem de resíduos sólidos implantados na Paraíba pelo Cooperar e Banco Mundial. Os outros dois estão localizados nas cidades Bonito de Santa Fé e Pombal, no Alto Sertão do Estado.

A construção da unidade de reciclagem vai garantir aos cooperados, condições dignas de trabalho e melhoria na renda, pois antes a Cooperativa de Itabaiana comercializava o material selecionado diretamente do lixão e revendia sem estar prensado, causando uma desvalorização ao produto final. Atualmente, os catadores utilizam Equipamentos de Proteção Individual em todo o processo e vão prensar o material, o que gerará valor agregado.

A solenidade contou ainda com as presenças do vice-governador Rômulo Gouveia; do deputado estadual, João Gonçalves; do empresário Renato Cunha Lima; além de prefeitos, vereadores, secretários de estado, populares e autoridades da região.