Fale Conosco

7 de fevereiro de 2012

Governo cria rede de cuidados para as DST/Aids e hepatites virais



O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), vai criar uma rede de cuidados integral, humanizada, interiorizada e regionalizada para as DST/Aids e hepatites virais. Essa ação faz parte da Programação de Atividades e Metas (PAM-2012) da Gerência Operacional das DST/Aids e Hepatites Virais da SES. O documento foi apresentado na tarde desta terça-feira (7), na primeira reunião do Conselho Estadual de Saúde, que está funcionado em novo endereço (Rua Sinésio Guimarães, 224, Torre).

De acordo com a gerente operacional de DST/Aids e Hepatites Virais da SES, Ivoneide Pereira de Lucena, por meio dessa rede, o Governo do Estado vai atuar na promoção e prevenção da assistência, de forma inovadora e articulada, com as Gerências Regionais de Saúde, na promoção de melhorias na qualidade de vida dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Para alcançar esses objetivos, serão realizadas campanhas, oficinas, reuniões, capacitações, aquisição e distribuição de material educativo, de preservativos e outros insumos, além de outras ações e serviços de caráter educativo e preventivo.

“O nosso objetivo é melhorar a assistência, o diagnóstico e o tratamento para os portadores de HIV/Aids e Hepatites Virais”, afirmou Ivoneide Lucena. Ela explicou que o PAM é dividido em quatro eixos: Promoção, Prevenção e Proteção; Diagnóstico, Tratamento e Assistência; Gestão, Desenvolvimento Humano e Institucional; e Parcerias com Organizações Sociais.

Panorama da Aids na Paraíba – De acordo com dados da SES, em 2011 foram diagnosticados 281 casos de Aids na Paraíba, sendo 199 em pessoas do sexo masculino e 82 do sexo feminino. Ainda segundo a SES, no ano passado foram registrados 110 óbitos, dos quais 78 foram pessoas do sexo masculino e 32, do feminino.  De 1º de janeiro a 1º de fevereiro deste ano, foram diagnosticados 14 casos de Aids em homens e três em mulheres.