Fale Conosco

3 de junho de 2009

Governo cria programa de inclusão para idosos



Um programa de inclusão do Governo do Estado vai contemplar os idosos da Paraíba. O programa será executado pela Secretaria do Desenvolvimento Humano, o Centro de Apoio à Criança e ao Adolescente (Cendac) e a PBPrev, com inúmeras ações para facilitar o acesso às políticas públicas que vão melhorar a qualidade de vida de milhares de pessoas da terceira idade.

O anúncio foi feito pela presidente do Cendac, Tereza Alice Bezerra Cavalcanti Teixeira, após audiência com o governador José Maranhão, na manhã desta quarta-feira (3), quando definiram as linhas de atuação visando aproximar as pessoas idosas das políticas públicas. “As ações em favor do menor e do adolescente vem sendo executadas. Agora é a vez de olharmos para este grupo de pessoas”, comentou.

“Vamos tirar o idoso do estado de depressão e dar condição de vida melhor”, garantiu. Para ter acesso a esse programa, explicou, basta que o interessado compareça ao Cendac e faça sua inscrição e diga qual o curso deseja participar. Existe uma proposta de também atuar na área da educação e visitas aos centros culturais e turísticos da Paraíba.

Segundo ela, a meta agora é tirar o idoso de dentro de casa, para não ficar em depressão. O Cendac vai oferecer, entre outras coisas, a assistência médica geriátrica, cursos para que possam navegar no mundo informática, e participar ainda mais do que acontece ao seu redor. “Haverá aula de danças, palestras sobre cidadania, saúde e outras especialidades, com a participação de pessoas que estão se colocando como voluntárias para fazer esse atendimento”, disse.

Tereza Alice lembrou a colocação do governador de que “o idoso não precisa do Estado, mas o Estado é que precisa dele”, porque pode ajudar com sua experiência e sabedoria. Informou que em breve estará funcionando um telefone gratuito para receber denúncias de maus tratos, ou que necessita de assistência medica.

O Centro de Recreação da PBPrev, localizado em Gramame, estará integrado a esse projeto, para onde os interessados poderão passear e ficar em momentos de lazer.

José Nunes, da Secom