Fale Conosco

18 de fevereiro de 2014

Governo contempla 87 famílias agricultoras com Programa Tarifa Verde



O Governo do Estado, por meio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural da Paraíba (Emater-PB), está intensificando a distribuição e instalação de kits medidores para agricultores familiares beneficiários do Programa Tarifa Verde, com a instalação, até agora, de 87 unidades em várias regiões administrativas da Emater.

Na segunda-feira (17), o agricultor José Eduardo, do assentamento Boa Vista, em Sapé, recebeu a visita do coordenador estadual do Tarifa Verde, Demilson Lemos, que estava acompanhado do técnico responsável pelo programa na Emater, o engenheiro agrônomo José Marinho de Lima. Ele foi contemplado com um kit e disse que o medidor vai beneficiar sua produção agrícola otimizando a irrigação nos seus 2 hectares de terra, onde produz batata doce, macaxeira, beterraba, mandioca e verduras como couve flor, couve folha, coentro, acelga e espinafre, que fornece para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e duas feiras livres, uma no município de Sapé e a outra na Universidade Federal da Paraíba.

Na avaliação de José Eduardo, o Tarifa Verde vai possibilitar significativo aumento na sua renda familiar, já que os custos com a irrigação estão sendo reduzidos drasticamente. Com a instalação de medidores dupla tarifa a redução dos custos da energia elétrica com irrigação chega a 73%. “Se diminuem os custos, aumenta a renda”, comemora o agricultor.

Os técnicos da Emater Paraíba já cadastraram 500 agricultores familiares irrigantes em mais de 50 municípios. A meta, até 2015, é cadastrar e atender a quatro mil. O Programa Tarifa Verde foi lançado no ano passado pelo governador Ricardo Coutinho. O kit medidor do Tarifa Verde custa em média R$ 1,1 mil, mas pode ser adquirido gratuitamente por agricultores familiares que tenham Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), que aderirem ao programa, realizando o cadastro nos escritórios da Emater de seu município. Para tanto, basta levar cópia do RG e do CPF e de um comprovante de residência. Os extensionistas verificarão a veracidade das informações dos agricultores no cadastro e, após a seleção da Secretaria do Desenvolvimento da Agropecuária e Pesca (Sedap), caberá à Energisa a instalação do kit Tarifa Verde.