Fale Conosco

5 de junho de 2012

Governo confirma audiência para discutir instalação de fábrica na PB



O governador Ricardo Coutinho vai realizar uma audiência com sócios do grupo Caoa nos próximos 45 dias. No encontro, deverão ser tratados os detalhes e encaminhamentos para a possível instalação de uma fábrica de automóveis de bandeira chinesa na Paraíba. Os investimentos no empreendimento devem girar em torno de US$ 600 milhões, gerando cerca de 80 mil empregos diretos e indiretos. “Há um desejo do Governo muito forte para que isso se concretize. Estamos trabalhando para isso. E há um desejo explícito do empresário também”, garantiu Ricardo.

As conversas sobre a instalação da montadora de veículos na Paraíba iniciaram há cerca de um ano, durante encontro ocorrido em São Paulo, entre Ricardo Coutinho e o empresário Carlos Alberto de Oliveira Andrade, proprietário do grupo Caoa e representante da Hyundai no Brasil. Desde então, o governador vem conduzindo o processo de negociação, que também está sendo acompanhado pelo senador Cássio Cunha Lima.

Depois do contato inicial, segundo Ricardo, aconteceram mais duas conversas dele com o empresário. “Esta semana, Carlos Alberto me telefonou afirmando que tinha assinado um pré-contrato com uma fábrica chinesa e, tal qual pedido na época, se confirmado este contrato, a unidade virá para a Paraíba. Estamos no meio dessa caminhada”, explicou o governador.

Ainda segundo ele, o anúncio oficial da confirmação da vinda da empresa para o Estado deve partir da iniciativa privada. “O Governo só entra depois que as empresas e grupos sentam e assinam o devido protocolo. Aí entra a parte do Estado com espaço, logística, explanação com o porto de Cabedelo e o que mais for necessário”, observou.

Na visão de Ricardo, a instalação do empreendimento no Estado vai gerar empregos e renda para a população e encadear o surgimento de um polo automotivo na Paraíba. “A vinda da montadora será de extrema importância para atrair novos investimentos privados e consolidar o crescimento econômico vivenciado pelo Estado”, disse.

Ainda não há uma definição quanto ao município que possivelmente irá receber a unidade e a agenda para instalação do empreendimento. De acordo com o secretário executivo da Indústria e Comércio do Estado, Marcos Procópio, os representantes da Caoa e o Governo do Estado já acordaram um plano de trabalho, que terá os detalhes definidos na reunião prevista para julho.

“A chegada da unidade poderá promover a inserção de novas matrizes industriais, que tragam trabalho, emprego e renda ao Estado, bem como atividades econômicas com intensiva contratação de mão de obra”, destacou Procópio, acrescentando que o Governo tem focado na instalação de novas empresas na Paraíba, que atuem, sobretudo, na área de call center, indústria automotiva e náutica, e tecnologia da informação.

Outros contatos – Ricardo também frisou que, durante os 17 primeiros meses de sua gestão, o Governo trabalhou na perspectiva de atrair investimentos de médio e grande porte para o Estado.

“O diálogo para instalação de uma montadora de carros na Paraíba não passou apenas pelo grupo Caoa. A Volkswagen veio conversar comigo no último mês de fevereiro e dialogamos sobre isso. Eles tinham o Estado como destino provável para a instalação de uma unidade da empresa, mas diante da crise internacional, preferiram recolher os investimentos”, revelou, complementando que só agora está falando sobre a iniciativa do grupo Caoa, pelo fato de o empresário Carlos Alberto já ter explicitado seus planos.