João Pessoa
Feed de Notícias

Governo começa distribuição dos tablets nas escolas a partir de março

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013 - 16:57 - Fotos: 

Os tablets para os professores e alunos da rede estadual que serão distribuídos pelo Governo do Estado começaram a ser entregues na Secretaria de Estado da Educação (SEE). Após o tombamento, será feita a entrega nas escolas, a partir de março. O investimento total é de R$ 19.259.471,07 na compra dos equipamentos.

Serão distribuídos 26.400 tablets para alunos da 1ª série do Ensino Médio, nos quais foram aplicados recursos no valor de R$ 12.209.736,00, oriundos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Os professores do Ensino Médio também receberão 15.243 tablets, sendo 5.243 adquiridos com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), representando um investimento de R$ 2.424.835,07; e 10 mil com recursos próprios do Tesouro Estadual, na ordem de R$ 4.624.900,00.

Os tablets possuem 10.1 polegadas, 16 gigas de armazenamento, acesso à rede sem fio e sistema operacional Android 4.0. De acordo com a secretária de Estado da Educação, Márcia Lucena, o objetivo deste investimento é estimular a linguagem eletrônica, própria dessa geração e aproximá-la do processo de ensino e aprendizagem utilizando este tipo de equipamento.

“Os tablets dos alunos poderão ser levados para casa, pois da mesma forma que não vamos restringir conteúdo, não vamos restringir o tempo e local onde o aluno vai estudar, tendo uma experiência completa com o equipamento, aproveitando o máximo do potencial”, observou a secretária.

Márcia Lucena explicou também que, por se tratar de um patrimônio público, tanto os professores quanto os alunos que se desligarem da escola terão que devolver o equipamento à escola. Os tablets serão utilizados como conteúdo complementar e não substituirão os livros didáticos.

Ela disse ainda que não haverá nenhum filtro de conteúdo e uma equipe de suporte técnico em cada escola ou um núcleo de suporte em todo o Estado fará a manutenção dos aparelhos, com assistência técnica da empresa onde foi feita a aquisição.