João Pessoa
Feed de Notícias

Governo capacita técnicos para trabalhar a agroecologia no Semiárido paraibano

quinta-feira, 23 de abril de 2015 - 15:41 - Fotos: 

O Governo da Paraíba, por meio da Gestão Unificada Emater/Emepa/Interpa, vinculada à Secretaria de Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca, capacita 40 extensionistas rurais, executores de Contrato de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), celebrado entre Emater-PB e Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), que visa a ampliação e a adoção de práticas agroecológicas com um público de 800 agricultores familiares no território do Médio Sertão, numa perspectiva de aumento da oferta de alimento saudável para a população da região, com melhoria na qualidade de vida no meio rural.

O Contrato terá duração de três anos e vai beneficiar as famílias agricultores dos municípios de Patos, Catingueira, Junco do Seridó, Mãe D’Água, Malta, Passagem, Quixaba, Salgadinho, Santa Luzia, Santa Teresinha, São José de Espinharas, São José do Bonfim, São José do Sabugi, São Mamede, Várzea, Areia de Baraúnas e Cacimba de Areia, do Território do Médio Sertão Paraibano. Inicialmente, elas foram selecionadas por intermédio de um diagnóstico da situação sócio econômica.

De acordo com o coordenador do Contrato, Jailson Lopes da Penha, a agroecologia é temática norteadora do serviço de Ater realizado pela Emater-PB, integrante da GU,  e tem por objetivo promover a construção de conhecimentos perante os agricultores a partir de experiências locais.

“A ideia é estimular a diversidade produtiva da região semiárida, fomentando a diversidade produtiva, a conservação dos recursos naturais, a captação e melhor aproveitamento da água para consumo e produção, respeitando, para tanto, as vocações familiares e as aptidões das propriedades rurais”, comentou.

O processo de formação técnica teve início na terça-feira (22) com visita a duas experiências de agricultura familiar no município de São José do Sabugi. Foram visitadas famílias agricultoras de Iranildo Garcia, no Sítio Penedo, e Heleno Bento, no Sítio Lagoa de Brejinho. Na ocasião a equipe técnica da Emater interagiu com várias tecnologias de convivência com o semiárido e de transição agroecológica. A capacitação prossegue nesta quinta-feira (23) e na sexta-feira (24) com explanação dos extensionistas Verneck Abrantes, Jailson Lopes e Ricardo Farias sobre as bases da agroecologia e suas técnicas de aplicação.

Para o presidente da Gestão Unificada, Nivaldo Magalhaes, a qualificação das equipes técnicas da GU busca obter melhores resultados junto às famílias agricultoras na implantação de tecnologias de convivência com o Semiárido e transição agroecologia, na ampliação do acesso a Políticas e Programas Públicos, a exemplo do Credito Rural – Pronaf, Crédito Fundiário, comercialização institucional por meio do Pnae e PAA, Tarifa Verde, Garantia Safra, dentre outras ações em todo o território paraibano.