João Pessoa
Feed de Notícias

Governo capacita técnicos para ampliar Programa de Aquisição de Alimento

sexta-feira, 16 de setembro de 2011 - 15:18 - Fotos: 

Treinamento aconteceu no auditório da SEDH. Foto: Secom-PB

Engenheiros agrônomos e técnicos da Empresa Paraibana de Abastecimento e Serviços Agrícolas (Empasa) tiveram, nesta sexta-feira (16), um treinamento sobre o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

Vinte pessoas participaram do treinamento, realizado no auditório da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Humano (SEDH), que coordena o programa.

A titular da pasta, Aparecida Ramos, abriu a capacitação fazendo uma explanação sobre a necessidade da integração entre as secretarias que compõem o Governo do Estado para que projetos como o PAA sejam ampliados. “A ideia desta gestão é que as secretarias se unam e executem projetos que beneficiem a população”, explica. A secretária lembrou que o PAA é um programa que se preocupa com a geração de renda para o trabalhador rural e é executado em parceria da Emater, Empasa e Secretaria de Agricultura.

PAA e Serviço Social – A coordenadora estadual do PAA, Adelina Almeida Moreira, informou que dentro do projeto de ampliação do Programa está o estágio supervisionado em Serviço Social, firmado por meio de uma parceria entre a SEDH e a Universidade Federal da Paraíba.

“Estamos levando conhecimento aos agricultores e entidades sociais beneficiadas pelo PAA sobre direitos sociais como previdência, assistência social e saúde. As temáticas sobre violência também serão abordadas a exemplo da violência sexual, contra a mulher, família e contra idoso”, destacou.

Segurança alimentar – O Núcleo de Segurança Alimentar e Nutricional da SEDH, que também participou da capacitação, visa aprimorar o PAA com ações de monitoramento e apoio. “Realizamos periodicamente palestras com os produtores rurais para que eles tenham conhecimento técnico sobre o que estão produzindo, melhorando a qualidade dos produtos ofertados”, disse Jacileide Lopes.

Os técnicos que participam do PAA demonstraram comprometimento com a ação. “Estamos aqui para contribuir e sabemos da importância que esta ação tem para o pequeno agricultor. Esperamos que o programa tenha alcance ainda maior”, disse o engenheiro agrônomo da Ananias Barakuí.

O programa agrega hoje aproximadamente 600 pequenos agricultores cadastrados em 14 cidades, beneficiando diretamente 70 mil pessoas, entre família de produtor rural e usuários de instituições que recebem os alimentos.