João Pessoa
Feed de Notícias

Governo autoriza 352 moradias para comerciários e hoteleiros

quarta-feira, 3 de outubro de 2012 - 17:32 - Fotos: 

Foto: Kleide Teixeira/Secom-PB

O governador Ricardo Coutinho autorizou, nesta quarta-feira (3), durante solenidade no Palácio da Redenção, a abertura de licitação para a construção de 352 apartamentos para comerciários e hoteleiros. Serão investidos R$ 24,5 milhões dentro do Programa Minha Casa, Minha Vida para construção de quatro conjuntos, sendo dois em  Mangabeira, um no  Geisel e outro no Valentina.

As unidades habitacionais são uma reivindicação de 12 anos dos representantes dos comerciários e dos hoteleiros, que comemoraram a conquista.  Em Mangabeira, serão dois conjuntos com 80 apartamentos cada, um próximo a Escola de Serviço Público do Estado da Paraíba (Espep) e ao novo shopping, e outro próximo ao hospital Ortotrauma.  No Geisel, o conjunto terá 32 apartamentos e no Valentina 160 unidades habitacionais. Cada apartamento terá uma área de 45 metros quadrados com sala, dois quartos, banheiro, cozinha e área de serviço em conjuntos com toda a infraestrutura.  

O governador Ricardo Coutinho disse que o governo recuperou a capacidade da Cehap de construir casas e começa a beneficiar categorias específicas como os policiais com 500 unidades habitacionais e agora os comerciários e hoteleiros com financiamentos que cabem no bolso dos beneficiários. “A meta agora é chegar Paraíba afora com outras categorias, com muitos trabalhadores, como uma questão de justiça e para dar prosseguimento ao plano de alavancar a política habitacional do Estado”, ressaltou.

Ele afirmou que cerca de 8 mil casas estão em construção no Estado e até o final do ano a gestão deve alcançar a marca de 20 mil moradias entregues, em conclusão ou a iniciar. “Este é um momento feliz para compartilhar o renascimento da Cehap que hoje constrói, entrega conjuntos com habitabilidade e concede escrituras aos proprietários de casas entregues há mais de 10 anos. A construção de casas não gera apenas renda, mas um teto que dá mais segurança e qualidade de vida para as famílias paraibanas”, comentou.

Foto: Kleide Teixeira/Secom-PB

A presidente da Cehap, Emília Correia Lima, destacou que a construção de conjuntos habitacionais do Estado segue o novo conceito de promover a “habitação com habitabilidade” com projetos que englobam infraestrutura de serviços básicos, como saúde (postos de atendimento), educação (escolas), lazer (praças) no entorno dos conjuntos.

Ela explicou que este programa é adequado a trabalhadores com renda de 2 salários mínimos e exemplificou que num apartamento de R$ 70 mil, o programa Minha Casa, Minha Vida entra com um subsídio de R$ 17 mil e o comprador financia os outros R$ 63 mil. “As prestações ficariam entre R$ 200 e R$ 400 dependendo do prazo do pagamento, o que cabe no bolso dos trabalhadores do comércio e do turismo”, explicou.

O presidente do Sindicato dos Comerciários de João Pessoa, Rogério Braz, afirmou que o governo do Estado atende uma reivindicação antiga dos comerciários e hoteleiros e vai beneficiar parte da categoria. Ele disse que a luta agora é buscar junto a Cehap novos projetos para beneficiar os que não foram contemplados nesta primeira etapa.

Para Geraldo Gomes, presidente do Sindicato dos Hoteleiros da Paraíba, o Governo do Estado acerta quando lembra da categoria dos trabalhadores do turismo que são agentes importantes neste processo de crescimento do setor na Paraíba. “O setor do turismo cresce a passos largos na Paraíba e acredito que essa evolução não para por aqui”, disse.

Foto: Kleide Teixeira/Secom-PB

A comerciária Rosilene Maria Pereira afirmou que tem o sonho de adquirir uma casa e que com esse programa destinado aos a sua categoria espera realizá-lo. “Agradeço a sensibilidade do governador, pois não temos condições de dar uma entrada grande num imóvel e é difícil se adequar ao financiamento com a nossa renda”, comentou.

Participaram da solenidade o vice-governador Rômulo Gouveia; a presidente da Cehap, Emília Correia Lima; a presidente da PBTur, Ruth Avelino; o presidente da Federação do Comércio da Paraíba, Marconi Medeiros; o presidente do Sindicato dos Comerciários, Rogério Braz; o presidente do Sindicato dos Hoteleiros, Geraldo Gomes de Lima; e trabalhadores do comércio.